Conceito.de

Conceito de tatuagem

Escutar o artigo

Tatuagem é a gravação de imagens ou textos na pele, geralmente de forma permanente. O termo se originou em língua polinésias, com base no termo “tatau” (“marca realizada na pele”).

tatuagem
Tatuar o corpo pode ser uma forma de representar sentimentos, crenças, entre outras coisas

Usa-se um pigmento específico para esse tipo de gravação, com o indivíduo geralmente escolhendo desenhos que simbolizam algo para si: o nome de alguém que ama, um símbolo da sua religiosidade, algo da natureza, etc.

Mas além desses motivos, as pessoas podem querer fazer uma tatuagem como forma de pertencerem a algum grupo ou porque desejam passar uma mensagem para a pessoa que vê aquela imagem, palavra ou frase tatuada em sua pele.

As tatuagens tribais, por exemplo, acreditam-se que tenham sido uma forma de suprir a necessidade para pertencer a um determinado grupo, sendo uma forma de expressão disso.

Conta-se que alguns gostam de fazer tatuagem devido ao prazer que sentem com a dor física proporcionada durante a gravação da imagem na pele. Desse modo, há a liberação de endorfina, que é uma substância produzida pelo cérebro e que atua estimulando a sensação de prazer.

Mas apesar da tatuagem ser algo que remete aos jovens, pessoas mais velhas também têm aderido a essa forma de modificação do corpo. Inclusive, há um homem chamado de Lucky Diamond Rich, que detém, até então, o título de pessoa com mais tatuagens no corpo, com essas cobrindo-o por completo.

Tatuador

Quem trabalha com a criação de tatuagens precisa ter habilidades motoras bem desenvolvidas, além de habilidades para conseguir criar diferentes tipos de artes. Esse é conhecido como tatuador e hoje essa já é uma profissão reconhecida em muitos lugares.

Conta-se, no entanto, que o tatuador em carne e osso poderia, num futuro não muito distante ser substituído por um robô tatuador.

Origem da tatuagem

Esse é um dos métodos de modificação no corpo mais antigos que se tem relatados. Mas não se sabe com certeza onde a tatuagem teria se originado. Estudiosos, no entanto, acreditam que ela tenha acompanhado a evolução do ser humano.

Encontraram-se provas arqueológicas que determinam que as tatuagens já eram feitas em 4000 a 2000 a.C. lá no Egito. Inclusive, há registros de múmias que tinham marcas no corpo que se assemelhavam a uma tatuagem.

As tatuagens ainda costumavam ser usadas em muitos tipos de rituais na antiguidade.

Mas a Europa, na Idade Média, baniu essa forma de marcação do corpo por acreditar que fosse algo maligno, remetendo ao diabo.

Entre os marinheiros as tatuagens ficaram bastante populares no século XVIII. Os que faziam tatuagem eram pessoas amadoras, pois não existiam profissionais para isso até então. Os responsáveis por fazer as tatuagens dos marinheiros eram pessoas que faziam parte da tripulação ou pessoas que ficavam em portos maiores.

Estima-se que a primeira tatuagem tenha sido usada por uma tribo que vivia no Peru (América do Sul). Mas a que seria a tatuagem mais antiga da humanidade pertence a quem deu-se o nome de Otzi, o homem de gelo, que viveu a mais de 5 mil anos atrás. Esse homem possuía em seu corpo cerca de 60 tatuagens, sendo que estudiosos garantem que algumas delas tenham sido feitas por outras pessoas.

Com a chegada da tecnologia, a tatuagem agora passa por uma verdadeira transformação, fazendo uso agora de uma máquina para a realização das gravações, o que conferiu praticidade.

A máquina de tatuagem foi inventada no início de 1900, criando ali uma subcultura própria. A indústria da tatuagem, que permite que novos artistas nasçam diariamente, também criou uma nova profissão que as pessoas podem escolher até mesmo passar a viajar pelo mundo para realizar sua arte.

Criação de uma tatuagem

conceito de tatuagem
A criação da máquina de tatuagem trouxe praticidade para o tatuador

O profissional que trabalha com a gravação na pele (que faz tatuagens) usa uma agulha para introduzir pigmentos (que são os corantes utilizados para o processo de gravação) sobre a pele. A aplicação desse pigmento acontece na região subcutânea da pele.

Ainda que a camada superior da pele se desprenda e se renove, a tatuagem permanece estável.

O risco da tatuagem

Especialistas alertam que a tatuagem pode depositar muitas toxinas na pele, muitas delas que nem foram testadas. Não existe nada comprovado, mas acredita-se que essas toxinas podem até mesmo ter potencial cancerígeno.

A tinta usada na realização da tatuagem é injetada com a ajuda de uma agulha, perfurando a camada da epiderme, indo até a camada inferior da pele chamada derme. E é chegando ali que a tatuagem pode apresentar riscos. Se essas agulhas que entram diretamente na área da derme contiverem agentes nocivos, esses podem facilmente se infiltrar no corpo pelos vasos sanguíneos, nervos e glândulas dessa área.

Tatuagem falsa

A tatuagem falsa, como o nome já sugere, é uma tatuagem que não é real, mas se trata de algo temporário. Essas costumam ser resistentes a água.

Uma tatuagem falsa pode ser feita por meio de adesivo ou através e caneta, por exemplo, sendo removível através de produtos específicos. Elas costumam ser usadas no cinema e na televisão para quando se necessita que um personagem seja representado como alguém com uma tatuagem ou, ainda, por artistas em seus shows.

Citação

SOUSA, Priscila. (23 de Junho de 2022). Conceito de tatuagem. Conceito.de. https://conceito.de/tatuagem