Conceito.de

Conceito de vídeo

Escutar o artigo

Um vídeo é um sistema de gravação e reprodução de imagens, as quais podem estar acompanhadas de sons, e que se realiza através de uma banda magnética.

Atualmente, o termo faz referência a diversos formatos. Para além das cassetes de vídeo analógico, como o VHS e o Betamax, também se incluem os formatos digitais, como o DVD e o MPEG-4. A qualidade do vídeo é determinada por diversos fatores, nomeadamente o método de captura e o tipo de armazenamento escolhido.

Por outro lado, a palavra vídeo permite fazer alusão ao videoclipe, isto é, um vídeo de curta duração, geralmente associado ao mundo da música. Os grupos musicais costumam produzir videoclipes das suas canções para promover o lançamento de um disco. Por exemplo: “O novo vídeo de Britney Spears foi censurado pelas suas fortes imagens explícitas”, “Estou muito contente, eu e a minha banda acabámos de gravar um vídeo”.

Com o auge da Internet e de sítios como o YouTube.com, os videoclipes foram-se tornando populares, podendo-se encontrar vídeos musicais, fragmentos de programas de televisão, estreias de filmes e conteúdos gravados por qualquer pessoa.

O termo vídeo também é usado para fazer menção ao clube de vídeo, que é um estabelecimento comercial físico ou uma loja virtual onde se alugam filmes gravados em formato de vídeo. Como é óbvio, o avanço tecnológico fez com que os clubes de vídeo ofereçam filmes em DVD e outros formatos mais modernos: “Esta noite, vou ao clube de vídeo para alugar o novo filme de Woody Allen”, “No clube de vídeo, havia tanta gente que já quase não havia estreias disponíveis”.

Um vídeo pode ser uma animação criada por imagens em sequência tendo uma ideia de movimento das cenas, uma gravação feita por imagens. Há muitos formatos de gravação de um vídeo, entre as quais: a analógica e a digital.

O vídeo analógico foi primeiramente desenvolvido voltado para as televisões mecânicas e depois passou a ser usado nas televisão de tubo (CRT) que passaram a substituir as mecânicas. O vídeo era de uso exclusivo de transmissões ao vivo, até que foi inventado os gravadores de videoteipe.

Em contraste com o vídeo analógico, o vídeo digital representa de forma eletrônica as imagens visuais em formato de dados digitais codificados, são imagens digitais exibidas em rápida sucessão.

O vídeo digital surgiu a partir do uso de técnicas digitais em vídeo, ele foi introduzido pela primeira vez em 1986 no formato Sony D1, dentre os vários formatos compactados de imagem que existem hoje temos os mais populares que são o MPEG-4 e o H.264. O sinal de vídeo digital possui seus próprios padrões de conexões modernas para a reprodução como DVI, HDMI e DisplayPort.

Com a criação da televisão vários padrões de vídeos foram criados, o que fez com que se tornasse difícil a compatibilidade entre os aparelhos de tv nos diferentes países, assim foram criados então padrões que tornaram mais fácil o processo, são eles: o NTSC (usado nos EUA, no Canadá, Japão, etc.), PAL (Mais usado na Europa, Ásia, Austrália, etc.) e SECAM ( utilizado na França, Rússia, partes da África etc.), o NTSC usa uma taxa de quadros de 29,97 quadros/s e o PAL e Secam especificam 25 quadros/s.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (21 de Setembro de 2012). Conceito de vídeo. Conceito.de. https://conceito.de/video