Conceito.de
Conceito de

Iconografia

Iconografia, com origem no vocábulo latim iconographĭa, o conceito que engloba qualquer descrição referente a quadros, telas, imagens, monumentos, estátuas e retratos. O termo está relacionado com o conjunto de imagens (principalmente aquelas que são antigas) e com o relatório ou exposição descritiva sobre estas.

iconografia
A iconografia faz referência a análise das relações simbólicas ou alegóricas em imagens especialmente antigas

A iconografia, como tal, pode definir-se como a disciplina que se focaliza no estudo da origem e na elaboração das imagens e das respectivas relações simbólicas e/ou alegóricas. Trata-se de um ramo que começou a ser cultivado no século XIX em Londres (Inglaterra) e que imediatamente se expandiu para outros países europeus.

Convém ressalvar que a noção de iconografia está associada ao conceito de iconologia, que é a parte da semiologia e da simbologia que se encarrega de analisar as denominações visuais da arte. A iconologia, dizem os entendidos na matéria, analisa como são representados os valores e as virtudes por meio de figuras de pessoas.

A diferença entre ambos os termos é subtil: a iconografia evidencia a descrição das imagens, ao passo que a iconologia oferece um estudo mais amplo com classificações e comparações.

As principais áreas abrangidas pela iconografia são a mitologia de carácter cristão, a mitologia clássica e as representações de inspiração civil. Dentro do cristianismo, o Concílio de Trento que se desenvolveu no século XVI promulgou o “Decreto sobre a invocação, a veneração e as relíquias dos santos, e sobre as imagens sagradas” que estipulava as características e as funções das imagens católicas.

Este documento faz a distinção entre as imagens dogmáticas (aquelas que defendem os dogmas católicos relativamente aos protestantes através de Cristo, da Virgem Maria, dos apóstolos, São Pedro e São Paulo) e as imagens devocionais (que se destinam a venerar os restantes santos).

Se você tem apenas alguns segundos, leia estes pontos chave:
  • A iconografia tem suas origens na religião, especificamente no estudo de símbolos e imagens religiosas, a partir do século XVI.
  • "Ícone", termo originado da iconografia, era inicialmente associado à ligação entre imagem e o sagrado, e essa arte madura e autônoma surgiu na cultura bizantina.
  • A iconografia é uma área crucial para o design gráfico, pois utiliza ícones e símbolos visuais para transmitir informações de maneira clara e breve, tornando a comunicação visual mais eficaz e memorável.
  • Os ícones têm muitas aplicações práticas, desde a criação de interfaces digitais a publicidade e marketing, e aqueles que desejam melhorar suas habilidades em design podem se beneficiar muito do estudo da iconografia.

Iconografia religiosa

Até o meio do século XVI, a iconografia se tratava de um estudo voltado apenas aos símbolos e imagens religiosas. E nesse contexto, os principais focos de estudo eram as esculturas e as pinturas de santos, dos anjos e da vida de Jesus Cristo. Desse modo, ela estaria ligada fortemente as doutrinas cristãs e católicas. E a esse processo era dado o nome de iconografia religiosa.

Para se ter uma ideia da relevância que o conceito possuía nesse contexto religiosa, o termo “ícone”, por exemplo, foi originado da ligação entre a imagem e o sagrado. Mas cabe dizer que o ícone não se trata de uma arte antiga, um objeto voltado aos colecionadores de arte e nem um talismã para conceder a proteção. Mas ela seria algo além, qual surgiu na cultura bizantina, recendo diversas influencias estilísticas. No século VI d.C., logo, ele obtém maturidade e também autonomia como arte.

Iconografia no design gráfico

conceito de iconografia
A iconografia é ainda um conceito da área do design

A iconografia é ainda uma das áreas cruciais para o design gráfico. Ela abarca a utilização de ícones e de símbolos visuais a fim de transmitir informações de maneira clara e breve.

Essa se trata de uma ferramenta essencial em prol de ajudar na comunicação visual. E isso assim é porque ela ajuda a converter a informação em algo de mais fácil compreensão e memorização.

O uso de ícones na área da comunicação visual seriam uma prática bastante antiga. Conta-se que antigamente as pessoas utilizavam os chamados pictogramas a fim de se comunicar e passar informações cruciais. Com o tempo, esse elemento evoluiria e adicionaria uma extensa variedade de símbolos visuais, tais como ícones simples e ilustrações de maior complexidade.

E a iconografia dispõe de muitas aplicações práticas. Há como citar ouso dela na criação das interfaces digitais, a exemplo de aplicativos e de sites. Nesse contexto, os ícones são utilizados a fim de representar funções e ações particulares. A iconografia ainda é comumente usada em publicidade e marketing a fim de transmitir mensagens de maneira clara e atrativa.

A iconografia no design, logo, uma técnica que ajuda na comunicação visual em uma variedade de contextos. Por meio dela há como transmitir informações com mais clareza, tornando então a comunicação visual em algo mais eficiente e que desperta o interesse do usuário.

E quem deseja aprender mais sobre isso, existem muitos recursos, técnicas e estudos a respeito. Com isso, o designa pode aprimorar suas habilidades e expandir seus horizontes.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (26 de Julho de 2012). Atualizado em 11 de Janeiro de 2024. Iconografia - O que é, conceito e definição. Conceito.de. https://conceito.de/iconografia