Conceito.de

Conceito de watt

Apesar da sua raiz estrangeira, o termo watt é reconhecido pelo Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. Na verdade, provém do apelido do engenheiro e matemático James Watt (1736-1819), um científico que realizou um importante feito ao criar a máquina a vapor.

Este Escocês inventou instrumentos de aplicação matemática para a Glasgow University e construiu diversas máquinas de Newcomen até finalmente conseguir aperfeiçoar o sistema. Em 1784, patenteou a máquina a vapor e, dezasseis anos mais tarde, foi viver para Heathfield Hall, uma localidade inglesa próxima de Birmingham, onde viria a gozar a sua reforma.

Para poder compreender realmente este conceito, é necessário estabelecer antes o de energia eléctrica, que diz respeito à capacidade que tem um equipamento de funcionar com uma determinada quantidade de “combustível”. Ao ligar um dispositivo à tensão eléctrica, a energia que chega até ao mesmo começa a fluir pelo condutor e permite que o aparelho comece a desenvolver as funções para as quais foi programado. Exemplo: uma lâmpada acende quando carregamos no interruptor da luz. É necessário salientar que a energia não é algo que se possa criar nem destruir, mas algo que se transforma. A energia eléctrica, por exemplo, transforma-se permitindo obter luz, calor, frio ou movimento.

Existem muitas maneiras de medir a energia, consoante as formas nas quais esta seja representada, isto é, dependendo se é eléctrica, hidráulica, eólica ou calorífica. No caso da energia hidráulica (aquela que se encontra nos líquidos), a sua potência pode ser medida calculando quantos litros podem ser transvasados num segundo, ao passo que a potência eléctrica permite saber a que velocidade se transforma a energia eléctrica em calor, movimento ou em qualquer uma das formas nas quais se possa converter este tipo de energia.

Posto isto, a potência eléctrica (representada pelo watt) estabelece a que velocidade a energia eléctrica se pode transformar. É uma unidade que é utilizada no Sistema Internacional de Unidades (SI) e que se escreve com o símbolo W, o qual deriva das básicas do SI e que equivale a 1 Joule por segundo (1J/s). O Joule é a medida que serve para contar a quantidade de energia que se utiliza e é representado pela letra J. Isto significa que se for consumido 1 Joule num segundo, será consumido 1 watt de potência eléctrica.

Enquanto unidade pertencente ao SI, o watt foi aceite por ocasião do II Congresso da Associação Britânica para o Avanço da Ciência no ano de 1889 e da XI Conferência Geral de Pesos e Medidas, que decorreu em 1960.

Relativamente às unidades utilizadas na electricidade, o termo watt define-se como sendo a potência gerada de acordo com a diferença entre uma corrente eléctrica de 1 ampere (1 VA) e de 1 watt. Faz com os dispositivos eléctricos de fraca potência se possam definir segundo os seus watts embora aqueles de potência elevada recorram aos quilowatts (kW). Um kW é igual a 1.000 watts e a 1,35984 CV (cavalos-vapor).

Outra unidade derivada do watt é o megawatt, cujo símbolo é MW e equivale a um milhão de watts. Esta unidade de medida é usada nos motores eléctricos de maior calibre, em máquinas a laser e em navios de guerra.

Convém esclarecer que se os fornecimentos de energia forem constantes, o que ocorre em praticamente todos os fornecedores de energia eléctrica, pode-se então concluir que quanto maior for a potência do equipamento eléctrico que se estiver a utilizar, também a intensidade de corrente que viaja através dos circuitos será maior. Actualmente, as empresas costumam mandar uma tensão inferior a 220 V, o que pode resultar no seguinte: ao baixar a tensão, aumenta-se o consumo de energia e os aparelhos acabam por queimar devido à esta desfasagem prejudicial no movimento eléctrico.

Por fim, se desejarmos conhecer o consumo de um dispositivo eléctrico, basta lermos o que consta na chapa metálica, a qual se encontra geralmente na parte de trás do aparelho. É muito importante que os aparelhos não sejam alimentados a uma voltagem inferior à indicada nessa chapa e que, em caso de falha de tensão, sejam imediatamente desligados, pois correm o risco de arder.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

barlavento

A ideia de barlavento refere-se ao lugar de onde o vento vem. É o conceito oposto à ideia de sota-vento: o setor oposto àquele...

Conceito de

barista

O Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa da Michaelis faz menção ao uso do termo barista. O termo utiliza-se com...

Conceito de

bário

O bário é um metal cujo número atômico é 56. É um elemento químico pesado e macio, encontrado em diferentes minerais e que...

Conceito de

barítono

O termo barítono deriva do grego “barytonos” que se pode traduzir como “de voz grave”. Denomina-se...

Conceito de

baricentro

A noção de baricentro é formada com a palavra grega “barýs” (que pode ser traduzida como “grave”) e o...

Conceito de

barca

O termo barca, que tem sua origem etimológica na língua latina, é usado para nomear uma embarcação de tamanho reduzido....

Conceito de

barbeiro

A noção de barbeiro vem do termo barba: os pelos que cobrem o início do pescoço, o queixo e a área das bochechas. O...

Conceito de

barema

A etimologia do barema nos leva ao “barème” francês, que por sua vez vem do nome de um matemático: François...

ARQUIVOS