Conceito.de

Conceito de xamã

Um xamã é um bruxo ou feiticeiro: uma pessoa que supostamente possui um poder sobrenatural que lhe permite entrar em contato com espíritos, curar doenças, prever o futuro ou influenciar as condições meteorológicas, entre outras questões.

Os xamãs podem, portanto, alterar a realidade através de mecanismos que não respondem à lógica da natureza. Muitos povos aborígines, ao longo da história, confiaram na figura desse tipo de feiticeiros.

Um sujeito se torna um xamã por herança, por escolha divina ou por certos rituais de iniciação. Para cumprir suas funções na comunidade, os xamãs recorrem, às vezes, ao uso de substâncias alucinógenas que alteram seu estado de consciência.

O sistema de crenças e práticas vinculadas aos xamãs é chamado de xamanismo. A dimensão do xamanismo varia de acordo com cada cultura.

Além das diferenças, pode-se dizer que todos os xamãs têm o poder de interagir com os espíritos, que podem ser malignos ou bondosos. Na comunicação e no trato com esses espíritos, o xamã pode curar os males causados pelos espíritos malignos. O xamã, por outro lado, pode entrar em transe (usando alucinógenos ou outro método) para ter visões.

No mundo ocidental, existem indivíduos que se autodenominam de xamãs e praticam xamanismo. Eles se apresentam como possuidores de conhecimentos e poderes especiais que lhes permitem ajudar as pessoas. Muitas vezes, esses pseudo-xamãs atendem em consultórios e cobram por seus serviços como se fossem médicos, psicólogos ou outros profissionais.