Conceito.de

Conceito de curandeiro

Um curandeiro é alguém que não possui um diploma oficial para a prática da medicina, mas ainda assim desenvolve práticas de cura. Essas pessoas exercitam a chamada medicina tradicional, baseada em crenças, experiências e práticas que podem ou não ser explicáveis.

Os curandeiros podem ter de curar doenças físicas ou mentais, fornecendo remédios naturais (ervas, flores, etc.) ou massagens. Em alguns casos, recorrem à participação de divindades ou espíritos no processo. Dessa maneira, a cura adquire uma vertente mágica.

Embora um curandeiro garanta que seus rituais tenham efeitos curativos, essa afirmação não pode ser sustentada por evidências obtidas através do método científico. Portanto, sua eficácia não pode ser confirmada pela ciência.

O curandeirismo surgiu nas cidades da antiguidade. Com o avanço da história, muitas de suas práticas começaram a se combinar com elementos e ações da medicina ocidental ou científica, gerando um sincretismo. Atualmente, existem aldeias onde os curandeiros trabalham em conjunto com os médicos para melhorar a saúde da população.

O Ministério da Saúde da Província de Buenos Aires (Argentina), por exemplo, promoveu a criação de um centro de saúde intercultural através do qual um curandeiro mapuche (lonko ou cacique de sua comunidade) está em contato com o sistema de saúde provincial. Uma iniciativa semelhante foi desenvolvida na província argentina de Neuquén para integrar o trabalho dos curandeiros nos cuidados de saúde prestados pelo Estado.