Conceito de átomo




Jun 28, 11 Conceito de átomo

Do latim atŏmum, um átomo é a quantidade menor de um elemento químico com existência própria, considerada indivisível. O átomo é formado por um núcleo com protões e neutrões e por vários electrões orbitais, cujo número varia consoante o elemento químico.

O átomo também é denominado como sendo a partícula fundamental, graças à sua característica de não poder ser dividido mediante processos químicos. A partir dos séculos XVI e XVII, com o desenvolvimento da química, a teoria atómica começou a avançar com certezas que, até então, eram impossíveis de obter.

Os químicos viriam a descobrir que qualquer líquido, gás ou sólido se podia descompor em vários elementos ou constituintes últimos (por exemplo, cada molécula de água é formada por dois átomos de hidrogénio e um de oxigénio: H2O). Foi John Dalton quem demonstrou que os átomos se uniam entre si de acordo com certas proporções definidas.

Voltando agora à definição inicial, o núcleo atómico é portanto composto por protões e neutrões. Os protões têm uma carga energética positiva, ao passo que os neutrões não apresentam qualquer carga. A diferença entre os vários elementos químicos é dada pela quantidade de protões e neutrões dos respectivos átomos. Por outro lado, a quantidade de protões contidos no núcleo de um átomo é conhecida sob o nome de número atómico.

A tabela periódica dos elementos é uma organização que permite distribuir os vários elementos químicos de acordo com certas características e certos critérios. O núcleo mais delicado e mais simples é o do hidrogénio, o qual tem um único protão. Por essa mesma razão, aparece no primeiro lugar da tabela. O hidrogénio é seguido do hélio, que apresenta dois protões e dois neutrões.