Conceito de consulta




Jul 24, 13 Conceito de consulta

A acção e o efeito de consultar têm o nome de consulta. O verbo permite referir-se ao facto de examinar um assunto com uma ou mais pessoas, procurar dados sobre alguma matéria ou pedir conselho.

Exemplos: “Preciso de te consultar: sabes dizer-me como se vai de metro até à praia?”, “A criança fez uma consulta ao presidente que despertou o riso dos presentes”, “Um cliente fez-me uma consulta sobre o serviço que não fui capaz de responder e o meu chefe ficou furioso”.

Regra geral, fazer uma consulta implica solicitar o parecer ou a instrução de outra pessoa. Quem consulta espera obter informação de utilidade para satisfazer as suas necessidades ou conseguir os seus objectivos. Esta lógica aplica-se tanto à consulta mais simples (perguntar a hora na rua, averiguar como chegar a um destino) como à mais complexa (uma consulta profissional).

Também se dá o nome de consulta à visita que o paciente faz ao médico para averiguar o seu estado de saúde ou quando está preocupado com algum sintoma. A consulta médica é o tempo em que o paciente está com o profissional num espaço determinado (o consultório ou o domicílio de quem sofre do problema de saúde), enquanto o doutor dá o seu parecer e recomenda os passos a seguir (receitando medicação, mandando fazer exames específicos, etc.).

As consultas médicas devem ficar registadas num documento que tem valor informativo, científico e legal. Esse documento, que faz parte da história clínica do paciente, deixa constância da actuação do médico.

Na informática, uma consulta é um método que permite ter acesso aos dados de uma base de dados e realizar diversas acções (modificar, adicionar, eliminar informação, etc.).