Conceito de exclamação


Mar 12, 14

Exclamação é um termo com origem no latim exclamatĭo. Trata-se de uma expressão ou voz que reflecte uma emoção ou um estado de humor.

Exemplos: “Ao sentir o beliscão, o menino lançou uma exclamação”, “Não pude conter a minha exclamação ao ver aquela água toda a brotar”, “A exclamação de Joana demonstrou que não sabia nada da surpresa que lhe tinham preparado os seus familiares”.

As exclamações podem associar-se a gritos ou outras vozes que revelam alegria, fúria, medo, indignação, pena ou outros tipos de afectos/sentimentos. Se um homem fica a saber que vai ser pai, pode exclamar frases como “Que grande alegria!”, “Não acredito!” ou “É uma bênção!”.

Uma pessoa que observa um edifício a ser demolido, pode exclamar “Oh, meu Deus!”, “Cuidado!” ou “Afastem-se daí!”, diversas exclamações que expressam o seu pânico ou que servem para avisar as pessoas.
As exclamações também podem ser interjeições ou onomatopeias como “Ai!”, “Ena!”, o “Zás!”.

Para a retórica, a exclamação é uma figura que se manifesta com a expressão, de forma exclamativa, de uma consideração mental ou de uma mudança de humor.

O sinal de exclamação (“¡”, “!”), por último, é o sinal que se utiliza para enfatizar uma expressão na linguagem escrita. Na maior parte dos idiomas, só se utiliza para encerrar a frase (no fim da frase), mas em castelhano também se usa o sinal no início da frase.

Ao falar de um sinal de exclamação num texto, deve-se mudar a entoação para conseguir transmitir essa exclamação.