Conceito de fronteira




Nov 07, 12 Conceito de fronteira

Uma fronteira é uma linha convencional que marca os confins de um Estado. As fronteiras podem ser delimitadas fisicamente (com muros ou cercas), embora não seja sempre esse o caso, daí se falar de convenção: os diferentes países acordam entre eles até onde chegam os seus respectivos limites; ao atravessar esse limite (a fronteira), entra-se no território do país vizinho.

A fronteira, por conseguinte, marca uma soberania. O governo de um país tem autoridade dentro dos limites das suas fronteiras. Aquilo que ocorre do lado de lá, ainda que seja a uns poucos metros de distância, está fora da sua competência territorial, desde que, e unicamente nessa condição, não sejam comprometidos os seus interesses nacionais.

As fronteiras podem ser terrestres, mas também existem fronteiras marítimas, fluviais, lacustres (junto de lagos) e mesmo aéreas. As fronteiras costumam ser vigiadas para evitar a entrada ilegal (ou clandestina) de imigrantes ou de produtos proibidos/ilícitos (como drogas ou objectos de contrabando).

A fronteira entre os Estados Unidos e o México, por exemplo, é uma das mais vigiadas do mundo, já que milhares de cidadãos mexicanos tentam entrar no país do Norte em busca de melhores condições de vida, apesar de, muitas das vezes, não respeitarem os requisitos legais necessários para entrar no país vizinho.

Por fim, convém frisar que existe as chamadas fronteiras naturais, que são aquelas constituídas por obstáculos geográficos, resultando da própria natureza, como é o caso dos cursos de água e das montanhas.