Conceito de homo sapiens


Ago 25, 14

Homo é o género dos primatas hominídeos que pertence à tribo dos homininis. A única espécie de Homo que ainda existe é o Homo sapiens (o ser humano actual), tendo em conta que todas as outras já estão extintas.

Homo sapiens pode traduzir-se como “homem sábio”. Os cientistas qualificam como Homo sapiens arcaicos várias espécies de Homo que surgiram há cerca de 600.000 anos e que têm em comum diversas características com o Homo sapiens, embora não tenham a mesma anatomia.

Os Homo sapiens modernos, por sua vez, têm uma aparência semelhante ao ser humano da actualidade. Estes indivíduos terão vivido num período de entre 260.000 e 100.000 anos antes do presente. Quanto ao Homo sapiens sapiens (o homem), crê-se que tem uma antiguidade de cerca de 195.000 anos.

Convém destacar, de qualquer forma, que o nome de trinómio (Homo sapiens sapiens) não se costuma usar porque se descartou o nexo filogenético entre o Homo neanderthalensis e o ser humano de hoje em dia, embora se use ocasionalmente para fazer a distinção entre o ser humano arcaico e o actual.

O corpo do Homo sapiens dispõe de um elevado nível de complexidade, com uma relação estreita entre os seus órgãos tecidos, aparelhos e sistemas. A sua capacidade de locomoção e de movimento, os seus polegares oponíveis (que facilitam o uso de instrumentos) e o seu dimorfismo sexual são outras características físicas.

A principal diferença do Homo sapiens com outras espécies do género Homo, de qualquer maneira, reside nas suas capacidades mentais. O ser humano é consciente de si mesmo, do seu passado e da sua condição de mortal; pode planificar; desenvolver pensamentos abstractos, etc.