Conceito de idealismo




Abr 02, 11 Conceito de idealismo

O conceito idealismo tem duas grandes acepções. Por um lado, trata-se da capacidade da inteligência para idealizar. Por outro lado, o idealismo é uma corrente filosófica que considera a ideia como sendo o princípio do ser e do conhecer.

O idealismo filosófico, como tal, afirma que a realidade que se encontra fora da própria mente não é cognoscível por si só, já que o objecto do conhecimento humano é sempre construído pela actividade cognoscitiva.

O idealismo, visto isto, opõe-se ao materialismo, que é uma doutrina segundo a qual a única realidade é a matéria. Os idealistas subjectivos acreditam que a entidade em si é incognoscível, mas que a reflexão permite aproximar-se do conhecimento. Para os idealistas objectivos, no que lhes diz respeito, o único objecto que se pode conhecer é aquele que existe no pensamento do sujeito.

É possível estabelecer uma distinção, segundo o idealismo, entre o fenómeno (o objecto tal como nós o experimentamos; um acontecimento observável) e o númeno (o objecto ou evento que é conhecido sem a ajuda dos sentidos). A realidade é composta pelo conteúdo da consciência do sujeito: isto é, por aquilo que percepcionamos e não por aquilo que é.

Na linguagem coloquial, o idealismo está associado à crença em valores que caíram em desuso e ao optimismo. Um idealista crê que a moral, a ética, a bondade e a solidariedade, por exemplo, se conseguem impor face a conceitos contrários. Por exemplo: “O meu avô foi sempre um idealista que lutou por um mundo melhor”.