Conceito de integração




Fev 17, 11 Conceito de integração

A palavra integração tem origem no termo latim integratĭo. Trata-se da acção e efeito de integrar ou integrar-se (constituir um todo, completar um todo com as partes que faltavam ou fazer com que alguém ou algo passe a pertencer a um todo).

A integração social, por sua vez, é um processo dinâmico e multifactorial que supõe que pessoas que se encontrem em diferentes grupos sociais (seja por questões económicas, culturais, religiosas ou nacionais) se reúnam sob um mesmo objectivo ou preceito.

Desta forma, a integração social pode ter lugar no seio de um determinado país, quando se procura que as pessoas que pertencem a estratos sociais mais baixos consigam melhorar o seu nível de vida. Para isso, o Estado ou as instituições civis devem promover políticas e acções para fomentar habilidades de autonomia pessoal e social, a inserção ocupacional, a educação e a adequada alimentação.

Por outro lado, a integração pode ser procurada por vários países, para potenciar a capacidade de cada nação e, no trabalho conjunto, melhorar a situação de todos os habitantes. Um exemplo de integração política e económica é o Mercado Comum do Sul (Mercosur), formado pelos seguintes países: a Argentina, o Brasil, o Paraguai, o Uruguai, a Venezuela, a Bolívia, o Chile, a Colômbia, o Equador e o Peru (embora com vários tipos de adesão).

Em todo o caso, a integração implica sempre o esforço coordenado, a planificação conjunta e a convivência pacífica entre os sectores que conformam o grupo. Esta é a única forma onde as partes podem constituir um todo, sem perder sequer a sua individualidade.