Conceito.de
Conceito de

Habitante

Habitante é quem habita. O verbo habitar, por sua vez, refere-se ao ato de viver, morar ou residir. Exemplos: “Os habitantes da cidade manifestaram o seu desagrado com as medidas do governo”, “A vila está a ficar sem habitantes, uma vez que os jovens decidem emigrar para as grandes cidades”, “Nenhum habitante deste bairro está livre de culpa”.

habitante
Habitante é quem habita em algum lugar

A noção de habitante, por conseguinte, pode considerar-se segundo diferentes escalas. Pode-se falar do habitante de uma casa, de um bairro, de uma cidade, etc. Numa casa ou num departamento, a quantidade de habitantes é reduzida comparativamente a um bairro, a uma cidade, a uma província ou a um país.

Todos os habitantes do mundo formam aquilo que se conhece como população humana. O estudo estatístico da população chama-se demografia, cuja origem etimológica remete para a “descrição do povo”.

A densidade populacional diz respeito à distribuição do número de habitantes num território. As superfícies costumam exprimir-se em quilómetros quadrados: por conseguinte, a densidade populacional expressa-se em habitantes por quilómetros quadrados.

As grandes cidades apresentam uma elevada densidade populacional, o que, muitas das vezes, se traduz em problemas de alojamento, transporte e segurança. As populações rurais, por sua vez, apresentam uma baixa densidade, com escassas infraestruturas e pouca mão-de-obra.

Macau (que é uma região administrativa especial da China), Mónaco e Singapura são os países com maior densidade populacional do mundo. Entre os países com menor densidade (embora não com menos habitantes), destacam-se a Mongólia, a Islândia e a Austrália.

Se você tem apenas alguns segundos, leia estes pontos chave:
  • A população pode ser classificada por faixa etária, tendo cada grupo características distintas que impactam suas necessidades, comportamentos e apoios para a sociedade.
  • A ocupação é um critério importante, onde os habitantes são agrupados de acordo com seus empregos ou atividades principais, contribuindo para a compreensão da estrutura econômica da comunidade.
  • A divisão por renda é outra maneira de classificar os habitantes, ressaltando as disparidades econômicas numa sociedade e auxiliando em discussões sobre equidade e justiça social.
  • Fatores como origem étnica ou cultural e gênero também são levados em conta na classificação dos habitantes, ajudando a entender as experiências, responsabilidades e desafios enfrentados por cada grupo.

Classificação de habitantes

Um dos meios comuns de classificar habitantes seria pela faixa etária. Há como dividir a população do seguinte modo: crianças, adolescentes, adultos e idosos.

E cada grupo etário dispõe de características distintas que impactam nas necessidades, comportamentos e apoios para a sociedade.

As crianças se encontram em fase de desenvolvimento, enquanto os adolescentes encaram a transição para a vida adulta. Os adultos geralmente se tratam da força produtiva, ao passo que os idosos passam por desafios ligados ao envelhecimento.

Mais um critério importante seria a ocupação. Os habitantes tendem a ser agrupados segundo os seus empregos ou suas atividades principais, como profissionais de saúde, educadores, trabalhadores da indústria e outros. Essa categorização contribui para se possa entender a estrutura econômica numa comunidade, ressaltando as profissões que cumprem um papel importante para o seu funcionamento.

A divisão por renda é mais uma maneira de classificar os habitantes. Há como fazer a distinção com classe alta, média e baixa, levando em conta os níveis de renda e os padrões de vida. Essa abordagem ressalta as disparidades econômicas que há numa sociedade, ajudando em discussões a respeito da equidade e justiça social.

Também, existe a classificação por origem étnica ou origem cultural, muito importante nas comunidades diversificadas. Se pode identificar os habitantes como pertencentes a certos grupos étnicos específicos, cada um tendo sua própria herança, tradições, etc.

A análise por gênero é auxilia na compreensão das disparidades de poder e oportunidades existentes entre homens e mulheres. Tal classificação ressalta as distintas experiências, responsabilidades e também os desafios encarados por cada gênero, cooperando para a busca pela igualdade de gênero.

Tipos de habitantes

conceito de habitante
É feita a diferenciação de habitantes segundo critérios como: naturalizado ou natural, por localização geográfica, etc.

Os tipos de habitantes são diferenciados de acordo com vários critérios. Em primeiro lugar, se deve saber diferenciar entre residentes permanentes e temporários.

Residentes permanentes são aqueles que estabelecem domicílio de longo prazo num local, já os temporários residem por um tempo, a exemplo dos trabalhadores sazonais ou estudantes estrangeiros.

A classificação feita por localização geográfica se trata de outra divisão significativa. Habitantes urbanos residem em áreas intensamente povoadas, por vezes ligadas a centros urbanos, ao passo que os habitantes rurais vivem em regiões mais afastadas, assinaladas por ambientes agrícolas. Por outro lado, os metropolitanos residem nas grandes aglomerações urbanas.

Há ainda a distinção entre nômades e sedentários, qual remete ao estilo de vida móvel ou estável. Nômades vivem em constante movimento, relacionados em muitos casos com atividades pastoris, já os sedentários constituem residência fixa.

Além disso, há a diferenciação entre habitantes naturais e naturalizados, remetendo a cidadania. Os naturais possuem a cidadania por nascimento, já os naturalizados a obtêm através de processos legais.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (2 de Outubro de 2013). Atualizado em 15 de Novembro de 2023. Habitante - O que é, conceito, classificação e tipos. Conceito.de. https://conceito.de/habitante