Conceito de matéria orgânica




Jun 04, 11 Conceito de matéria orgânica

A matéria orgânica é composta por resíduos animais ou vegetais. Trata-se de substâncias que se encontram no solo e que o ajudam a ser fértil. Com efeito, para que um solo esteja apto para a produção agro-pecuária, deve ter um bom nível de matéria orgânica: caso contrário, as plantas não crescem.

Diversos microorganismos têm a função de decompor a matéria orgânica bruta e de a transformar em húmus (matéria orgânica num certo estado de descomposição). Para além de não perder nutrientes, o solo rico em húmus tem uma elevada capacidade de reter a água e ajuda a melhorar as condições biológicas, químicas e físicas.

A matéria orgânica é um dos principais componentes dos resíduos domésticos. Os restos de comida, as cascas de frutas e legumes, as folhas apanhadas do jardim e as fraldas sujas, por exemplo, são compostos por matéria orgânica.

Uma forma de reutilizar esses resíduos é recorrendo à matéria orgânica para fertilizar as plantas do lar. É importante que a matéria orgânica não esteja contaminada com outro tipo de resíduos.

Os compostos orgânicos ou moléculas orgânicas são, por sua vez, as substâncias químicas que contêm carbono e, em alguns casos, oxigénio, nitrogénio, fósforo e outros elementos.

Estes compostos orgânicos podem-se dividir em dois grandes tipos: moléculas orgânicas naturais (sintetizadas pelos seres vivos) e moléculas orgânicas artificiais (substâncias fabricadas pelo homem, como é o caso do plástico).

Regra geral, a diferença entre os compostos orgânicos e os inorgânicos relaciona-se com a presença de carbono e de hidrogénio no caso dos primeiros, para além de serem biodegradáveis.