Conceito de prosa




Out 06, 12 Conceito de prosa

Prosa é a estrutura que toma naturalmente a linguagem para expressar conceitos. Essa forma não obedece às normas da versificação, ao contrário do verso. Por isso, a linguagem prosaica costuma definir-se por oposição ao verso.
A prosa desenvolve-se para a frente, ao passo que o verso obriga a regressar para dar lugar às rimas. Por exemplo: “O agente olhou à sua volta e sentiu uma imensa tristeza” é uma frase que se pode encaixar dentro de uma prosa. “O agente olhou à sua volta/recordou a sua filha morta” é um verso que poderia inserir-se no âmbito de um poema.

Considera-se prosa poética qualquer obra que apresente os mesmos elementos que um poema (orador lírico, atitude lírica, tema e objecto), embora sem os seus elementos formais (rima, métrica).

Este tipo de poemas, por conseguinte, é escrito em forma de prosa, mas distingue-se do relato ou do conto pelo facto de não ter a narração dos factos como fim, já que o objectivo é transmitir sensações.

Os microrrelatos são os exemplos mais habituais de prosa poética, tendo em conta que a intenção estética predomina sobre o desejo de narrar. Antonin Artaud e Julio Cortázar são alguns dos autores que contribuíram para o desenvolvimento da prosa poética.

Na linguagem coloquial, é usada a noção de prosa para fazer referência ao excesso de palavras (palavreado) usadas para dizer coisas de pouco relevo e às pessoas com muita “lábia”, como se diria na gíria: “O Dr. Fausto é um político de prosas acesas, mas de poucas ideias”, “Chega de prosas: por favor, limita-te a dizer os principais pontos do teu projecto”.