Conceito.de

Conceito de romance

Escutar o artigo

O termo romance designa um gênero literário caracterizado por ser escrito em prosa.

romance
O romance é um gênero literário qual é escrito em prosa

Ainda que romance seja usado também para se referir a um envolvimento amoroso, quando se trata da literatura ele pode ou não envolver histórias com algum relacionamento amoroso e um exemplo comum disso são as histórias de Sherlock Holmes, que são desse gênero.

O gênero romance se tornou popular na literatura do ocidente no século XIX. Mas esse teria se originado na novela de cavalaria intitulada de Dom Quixote, qual fora escrita no século XV por Miguel Cervantes.

Acredita-se que o romance tenha algum tipo de relação com o Romantismo, posto que esses dois surgiram num mesmo período. E também é contado que o romance se tornou um gênero preferencial por meio do Romantismo, então a associação entre esses dois ficaria ainda mais forte.

Contudo, o movimento artístico conhecido por Realismo teria no romance o seu fundamento, uma vez que somente este permitia que fossem expostos os problemas da sociedade.

Apesar de não haver nada totalmente concreto a respeito, acredita-se que o termo romance tenha se originado no latim “romanice”, que remete a obras escritas em romanço (que se trata de uma língua falada nos locais onde os romanos ocuparam). Mas teria sido apenas no século XVIII que esse termo passaria a ser usado com o conceito qual se conhece hoje na literatura.

Características do romance

O romance teria sido criado com o objetivo de fazer a representação da burguesia que despontava, sendo, logo, algo com o intuito de servir como representação para as pessoas dessa classe.

Esse gênero ainda era um meio de se fugir da realidade naquela época, mas nos dias atuais ela não está mais restrita a essa classe, com outras sendo representadas nas muitas obras do mesmo gênero.

Sobre suas características, o romance é uma narrativa longa que possui em sua estrutura ação, lugar, personagens, tempo, trama e ponto de vista.

A ação de um romance diz respeito aos acontecimentos que se entrelaçam e unem-se a fim de construir o enredo da obra.

Enquanto isso, o tempo nessa narrativa descreve quando a ação acontece. E esse tempo ainda pode ser um tempo cronológico (considerando horas, minutos, segundos, etc.) ou psicológico (o tempo relativo a mente do personagem).

Por sua vez, o lugar é onde essa ação ocorrerá (se tratando do espaço físico).

Os personagens são aqueles que realizam as ações dentro de uma história.

A trama se trata da história apresentada por meio da narrativa, ou seja, é o enredo.

Por fim, o ponto de vista é a perspectiva sobre algo feita por que narra a história. E aqui ainda se pode dividir o ponto de vista em: aquele dado por um narrador que é personagem (ele faz parte da história), por quem é um narrador observador (na terceira pessoa, sendo aquele que narra o que vê) ou um narrador onisciente ou onipresente (também na terceira pessoa), ele tem conhecimento sobre os personagens e sobre os fatos narrados.

A indústria cinematográfica e o romance

O cinema influenciou o romance, assim como o romance teria influenciado o cinema. Hoje em dia, vê-se muitas obras famosas adaptadas para o audiovisual. Conta-se ainda que entre os anos de 1930 e 1940 o cinema privilegiou os filmes que traziam narrativas e, ainda, a indústria cinematográfica contratara romancistas de renome para elaborarem os roteiros das produções.

Os tipos de romance

conceito de romance
O romance tem um importante papel no desenvolvimento do cinema

E há diferentes tipos de romances, sendo os mesmos:

– Romance monofônico – Esse é o tipo de romance que mantém o seu foco em apenas um personagem, ou seja, no protagonista;

Romance polifônico – Nesse tipo o foco da narrativa não é mantido sobre um ou dois personagens, mas sobre vários deles;

Romance fechado – Esse é caracterizado por não deixar espaço para que o leitor possa imaginar nada, ou seja, ele apresenta todas as informações necessárias para fechar a narrativa;

Romance aberto – Já nesse o narrador deixa espaços para que a imaginação do leitor possa desenvolver fatos na história, preenchendo as lacunas que há ali;

Romance progressivo ou romance linear – Nesse tipo de romance o foco é nos acontecimentos que constituem o enredo;

Romance vertical ou analítico – O foco aqui é nos impactos que a ação causa em cada personagem, sendo, por tanto, a ação algo que auxilia;

Romance de formação – Aqui o foco é em contar uma história onde o personagem cresce e amadure;

Romance psicológico – Por fim, o romance psicológico é aquele onde o foco é em como a mente dos seres humanos funciona, tendo ênfase nos pensamentos do narrador ou dos personagens e nas suas perspectivas sobre o mundo. Posto isso, esse tipo de romance é caracterizado pela análise em psicologia.

Romance de amor

Por fim, o romance, como citado, ainda pode se referir ao relacionamento amoroso, ou seja, um caso de amor. Assim, se há um homem que tenha uma relação de amor com uma mulher se pode falar que eles possuem um romance.

Citação

SOUSA, Priscila. (27 de Dezembro de 2022). Conceito de romance. Conceito.de. https://conceito.de/romance