Conceito de saco


Mar 02, 16

Un saco é um recipiente, um receptáculo ou uma embalagem que aloja algo no interior. Vitelino, por sua vez, é um adjectivo que se refere ao relacionado com o vitelo.

Podemos agregar que, de acordo com os dicionários, o vitelo é o grupo de substâncias que se encontram no seio de um ovo e que permitem que o embrião receba nutrientes. O vitelo é formado, por conseguinte, por diferentes substâncias proteicas.
O saco vitelino, em suma, é a bolsa que alberga o vitelo no seu interior e que permite que os embriões de determinadas espécies se alimentem nas fases iniciais do desenvolvimento.

Graças ao saco vitelino, o embrião recebe oxigénio e nutrientes e pode descartar os seus dejectos. No caso do ser humano, o saco vitelino desempenha as funções do sistema circulatório, até começar a desenvolver-se a circulação interior.

À semelhança de outras estruturas, o saco vitelino vai-se alterando à medida que avança o desenvolvimento do embrião. No início da gestação, é a estrutura mais ampla; porém, por volta da décima semana de gestação, este saco começa a degenerar-se pelo aumento das dimensões do âmnios (que faz parte do saco amniótico).

Cabe destacar que, no saco vitelino, se podem reconhecer três camadas: a camada mesotelial (formada por células de tipo plano que estão interrelacionadas), a camada mesenquimática (uma rede de vasos que desaparece na sétima semana de gestação) e a camada endotérmica (composta por vesículas e condutos).

Um termo de grande importância neste contexto é o zigoto, igualmente conhecido como ovo; é a célula que resulta quando se une a um gâmeta feminino (ou seja, o óvulo) com o masculino (o anterozóide ou espermatozóide) durante a reprodução sexual de plantas, animais, fungos e determinados eucariotas unicelulares. Dessa união fusionam-se os núcleos, de tal forma que o zigoto apresenta dois jogos de cromossomas, um masculino e outro, feminino.

O zigoto atravessa um processo que se conhece pelo nome de segmentação, caracterizado pela produção de diversas mitoses seguidas e pelo aparecimento dos blastómeros, que é uma massa de células embrionárias. Cabe mencionar que este fenómeno tem lugar em todos os animais. Além disso, no zigoto pode-se observar dois pólos: o animal ou germinativo, onde reside o núcleo e ocorrem todos os processos metabólicos; o vegetativo, para a acumulação das substâncias que fazem parte do vitelo.

De acordo com a quantidade de vitelo que houver no saco vitelino, a duração do processo embrionário será diferente, bem como a segmentação do gâmeta feminino; esta última inicia no anteriormente mencionado polo animal e baixa pouco a pouco até ao vegetativo. A concentração de vitelo é determinante para o tipo de segmentação, a qual pode ser holobástica ou meroblástica.