Conceito.de

Conceito de ambiente social

O ambiente social de um sujeito é composto pelas suas condições de vida e de trabalho, os estudos que cursou, o seu nível de rendimentos e a comunidade a que pertence e em que está inserido. Cada um destes fatores tem influência na saúde do individuo: visto isto, a nível global, as diferenças entre os ambientes sociais dos vários países criam disparidades em matéria de saúde.

Desta forma, a esperança de vida e os índices de doença variam dependo da educação que a pessoa tiver recebido, do tipo de trabalho que realiza e dos rendimentos (o salário) que auferir mensalmente.

Os organismos governamentais elaboram diversos planos com vista a melhorar o ambiente social (ou seja, para propiciar as condições adequadas para o íntegro desenvolvimento do sujeito). Entre os objetivos a que se propõem as iniciativas desta natureza, destacam-se a criação de postos de trabalho, a melhoria da qualidade e a segurança no local de trabalho, a massificação do acesso às prestações sociais e o aumento do financiamento para apoiar as regiões mais pobres e desfavorecidas.

Existem vários conceitos que nos ajudam a aprofundar acerca do ambiente social. A noção de socialização, por exemplo, define o processo mediante o qual o ser humano adquire a experiência necessária para se interrelacionar com o seu semelhante. Por outras palavras, a socialização é o processo através do qual o individuo se vai adaptando progressivamente ao meio em que vive.

O ambiente social é estudado a partir de áreas como a psicologia social, que estuda como o ambiente social influencia no comportamento das pessoas. Este ramo da psicologia tem por base a hipótese de existirem processos psicológicos que determinam o funcionamento da sociedade e também sobre a forma segundo a qual é levada a cabo a inter-relação social.

Cabe dizer que as atitudes que um indivíduo possui podem ser aprendidas e essas atitudes servem para que esse indivíduo saiba como lidar com o ambiente social.

Mas a formação das atitudes de uma pessoa é desenvolvida partindo de três premissas: alguma informação sobre um assunto, por menor que seja, a identificação com algum grupo e, por fim, a satisfação das nossas próprias necessidades.

Logo, podemos concluir que as necessidades do ser humano podem ser alteradas, não sendo, por tanto, algo fixo, estático.

Desse modo, a convivência com outros indivíduos em um ambiente social faz com que uma pessoa construa as suas relações que, por sua vez, contribuem para a formação da sua identidade social.

Todos os indivíduos tem a tendência de perceberem a outra pessoa através da formação de um conjunto de impressões que estão interligadas e também coerentes, as quais estejam relacionadas com essa pessoa.

Ainda, na literatura, o ambiente social (também conhecido por espaço social) trata-se do contexto social onde acontecem as interações entre os personagens de uma história, onde se desenrola seu enredo.

O ambiente social também exerce alguma influência na ética que um indivíduo possui. Logo, esses dois temas podem estar entrelaçados em alguns casos. A ética e também a moral são desenvolvidas no ambiente qual uma pessoa está inserida.

Não são poucos os estudiosos que buscam compreender a relação que há entre o ambiente social e como cada pessoa se projeta sobre esse espaço, sobre esse ambiente.