Conceito.de

Conceito de ataque de pânico

Para entender a noção de ataque de pânico, é necessário primeiro definir os termos que a compõem. É chamado ataque ao ato e resultado de atacar: agredir, investir contra, ofender. Pânico, por outro lado, é um sentimento intenso de medo.

Pode-se dizer que um ataque de pânico é um fenômeno que ocorre quando uma pessoa de repente experimenta um medo de grande intensidade. O ataque pode durar alguns minutos ou até horas.

Considerados como crises de angústia, os ataques de pânico aparecem sem uma causa aparente. O indivíduo, sem saber por quê, começa a se sentir aterrorizado e seu corpo reage como se estivesse enfrentando uma ameaça específica. O sujeito, dessa forma, passa a ter problemas para respirar, tremores, taquicardia, sudorese e tonturas excessivas, entre outros sintomas.

O ataque de pânico está associado a um aumento súbito da ansiedade. A pessoa não tem consciência do motivo específico que desencadeia a situação: é algo que lhe causa muita angústia e que ela não consegue processar para assimilá-la em sua estrutura psíquica.

Além da sensação de terror e dos efeitos físicos, é comum que a pessoa perceba seu ambiente como irreal e experimente uma estranheza em relação a si mesma. Também é comum sentir uma perda de controle sobre seu corpo e sua vida em geral.

Quando os ataques de pânico são recorrentes, o indivíduo sofre o que é conhecido como um transtorno de pânico. Esta condição é geralmente tratada com terapia psicológica (para detectar a verdadeira razão da angústia) e com medicamentos prescritos por um médico para aliviar os efeitos fisiológicos (antidepressivos, ansiolíticos).