Conceito.de

Conceito de axé

Escutar o artigo

Axé é um termo que tanto designa um gênero musical, como também está relacionado com algumas religiões afro-brasileiras.

axé
O axé representa força e energia

Quando referente a religião, o mesmo possui o significado de força e energia, representando a energia que possuem os chamados orixás (deuses cultuados nas crenças africanas).

Nesse caso, pode-se representar o axé através de um objeto ou mesmo um ser onde as energias dos espíritos que se homenageia serão depositadas, quando se faz um ritual.

Esse termo é originário da língua iorubá e significa o “poder” ou a “força” que cada ser dispõe. E é comum ainda que muitos usem-no como uma saudação, quando querem desejar que uma pessoa tenha um dia positivo e com energias boas, por exemplo: “desejo muito axé para você”.

O termo ainda pode dizer respeito a força que mantém a sustentação em terreiros de candomblé.

Conta-se que o termo axé é o equivalente a o termo “amém” usado na religião cristã.

Mais sobre o termo e seu significado

conceito de axé
O axé representa a energia que possuem os chamados orixás

Conta-se que o termo possui o seguinte significado quanto a sua grafia: axé seria “awá” = nós; “se” = realizar. Desse modo, haveria o significado de “nós realizamos” ou “nós fazemos”. E para isso haveria a força da crença nos ancestrais.

Também, há o uso do termo quando se quer referir a uma casa de candomblé, desse modo, uma “Yalorixá” (mãe santo”) poderia ainda ser chamada de “mãe de axé”, que seria a pessoa responsável por cuidar do axé (do local, casa), onde está o orixá e onde se faz cultos e busca saberia dele.

Por fim, o termo ainda pode ser usado para se referir a “vida”. E como quando se fala em vida se remete a origens, os orixás estão ligados a isso, para muitos representando a própria vida.

Existe ainda o que são chamados de “contra-axés“, que se tratam de elementos que oprimem e intentam a morte, a fim de acabar com a vida nas comunidades. Esses contra-axés se referem também as quizilás (inimizades ou coisas que não se suporta) e ewós que podem haver numa casa de orixás.

Como o axé possui relação com a vida, logo, é comum também que se remeta as forças que existem na natureza, que muitos acreditaram terem vida, tais como: a força das árvores, do fogo, da terra, entre outras. E isso também porque Candomblé cultua à vida e todas as forças existentes, sendo esse culto então o próprio axé.

Axé (música)

O axé (ainda chamado de axé music) se trata de um gênero musical nascido no estado da Bahia, no Brasil. A sua origem se deu em 1980 e foi inspirado pelo carnaval no município de Salvador. Ele mistura diversos ritmos que se originaram na África ou que são da própria Bahia ou, ainda, ritmos latinos, a exemplo disso há o ijexá, samba-reggae, reggae, merengue, forró, ritmos do candomblé, pop rock, entre outros.

É impossível, por tanto, falar de axé sem citar Salvador, que é conhecida como a cidade mais africana de todo o Brasil. Por ali, além da música e da religião, ela também herdou da cultura a africana a culinária e a dança.

Sobre o axé, então, nascido na cidade, ele viria por meio das interpretações na guitarra do frevo de Pernambuco, quando surgiram os trios elétricos em Salvador. E, assim, por meio de uma mistura de ritmos, surge no país o axé, que se tornou um sucesso a partir dos anos 90.

Nesse gênero musical, costuma-se utilizar, além de guitarras, violões, etc., instrumentos que ajudam a gerar a sonoridade característica, tais como: tambores, timbau, surdo, atabaque e conga, que são próprios da cultura afro-baiana. E assim o axé carrega a força da ancestralidade tanto da Bahia quanto da África.

Esse gênero musical ajudou a consagrar nomes do meio musical baiano, tais como: Ivete Sangalo, Margareth Menezes e Daniela Mercury, além de cantores de outros estados que também passaram a cantar o axé, como é o caso da cantora Claudia Leitte, natural do estado do Rio de Janeiro.

Mas há quem use erroneamente o termo axé para se referir a qualquer tipo de música que tenham raízes na África ou que seja cantada por artistas baianos, por exemplo.

Axé na capoeira

Capoeira trata-se de uma expressão cultural de origem afro-brasileira. Essa mescla movimentos de dança com movimentos de luta e teve origem entre os escravos, como uma forma de resistência ao que os mesmos passavam.

E na capoeira o axé é também algo presente. Nesse contexto ela existe para proporcionar energia e força. Sem axé na capoeira não existe animação e nem alegria.

Mas como boa parte das pessoas que praticam essa arte não são adeptas do candomblé, então o uso do termo com relação a religiosidade pouco a pouco tem se perdido. Hoje ele é usado nesse contexto apenas para representar quando existe alegria numa roda de capoeira.

Citação

SOUSA, Priscila. (17 de Junho de 2022). Conceito de axé. Conceito.de. https://conceito.de/axe