Conceito.de

Conceito de batráquio

A história etimológica do termo batráquio começa com a palavra grega “bátrakos” que se traduz como “rã”. Esse conceito chegou ao latim como “batrăchu” e finalmente ao português como batráquio.

Um batráquio é um animal vertebrado anfíbio que, quando nasce, é aquático e realiza sua respiração através de brânquias, mas depois se torna terrestre ou semiaquático e passa a respirar pelos pulmões. Outra peculiaridade dos batráquios, como rãs e sapos, é que sua temperatura é variável.

Os batráquios também são chamados de anuros porque não têm rabo. Seu corpo é alargado e curto, enquanto suas patas traseiras são extremamente desenvolvidas, o que lhes permite saltar facilmente.

No corpo de um batráquio há uma boca larga que pode não ter dentes, orelhas sem pavilhão externo e olhos com pálpebras. Embora seja comum diferenciar os sapos e rãs, a distinção não é baseada na taxonomia. Em geral, chamam-se rãs às espécies com grande capacidade de salto e natação e que possuem pele lisa. Os sapos, por outro lado, têm uma pele mais áspera e possuem menor agilidade.

A alimentação dos batráquios é geralmente baseada em animais vertebrados terrestres e aquáticos, embora eles também possam comer pequenos invertebrados. Com relação à reprodução, finalmente, essas espécies depositam seus ovos em conjuntos ou cordões na água.