Conceito.de

Conceito de bruxismo

Bruxismo é o ranger involuntário dos dentes. Este transtorno, que afecta mais de 10% da população, costuma acontecer durante o sono. Exemplos: “O dentista recomendou-se que utilizasse uma placa oclusal para tratar o bruxismo”, “Não sabia por que acordava sempre com dores de cabeça até me terem diagnosticado bruxismo”, “O bruxismo provocou-me três dentes partidos”.

O bruxismo pode afectar crianças, adultos, homens e mulheres por igual. A idade de início mais frequente situa-se entre os 17 e os 20 anos e, em muitos casos, ocorre uma remissão espontânea depois dos 40 anos.

As causas mais frequentes do bruxismo são psicológicas. O stress e a ansiedade levam a pessoa a ranger os dentes, enquanto dorme, sem se dar conta disso. Devido ao seu carácter inconsciente, é complicado determinar as suas causas.

A dor dos músculos da mandíbula (os maxilares), do pescoço ou dos ouvidos (zumbidos), as dores de cabeça e o desgaste dos dentes são as consequências mais habituais do bruxismo. Os especialistas fazem a distinção entre o bruxismo de Grau I (pouco agressivo e ocasional), de Grau II (ocasionado pela ansiedade, requere tratamento para evitar danos nos dentes) e de Grau III (a pessoa em questão reproduz o hábito embora de forma consciente e sofre lesões consideráveis).

Por norma, o tratamento consiste no uso de uma placa mio-relaxante para proteger os dentes enquanto o sujeito dorme. Este protector não só impede as lesões dentárias, como ajuda a eliminar as dores ao evitar a força muscular.

A terapia psicológica, os ansiolíticos e os exercícios de relaxamento também podem ser sugeridos pelo médico.