Conceito.de

Conceito de computação

O termo computação tem origem no vocábulo latim computatio. Esta palavra permite abordar a noção de cômputo enquanto conta ou cálculo, mas é geralmente usada como sinónimo de informática (do francês informatique). Por isso, pode-se dizer que a computação reúne os saberes científicos e os métodos.
Estes sistemas automatizados de informação conseguem-se através de ferramentas que foram projetadas e concebidas para o efeito: os computadores.

A origem da computação, segundo afirmam os especialistas, remonta a mais de trezentos anos, época das primeiras maquinarias destinadas à execução de diversas atividades de cálculo. Em 1623, Wilhelm Schickard inventou a primeira calculadora mecânica.

Porém, os computadores capazes de realizar múltiplos processos (isto é, que não se limitavam aos cálculos de tipo matemático) começaram a surgir na década de 40. O uso massivo e doméstico destas máquinas chegaria, mais recentemente, nos anos 80, com a produção dos computadores pessoais ou PC. O fim do século XX, com o auge da Internet, veio dar um grande impulso para tudo o que está relacionado com as ciências computacionais.

Quanto à teoria da computação, há que dizer que é considerada como uma ciência centrada no estudo e na definição formal dos cômputos. Esta disciplina define o cômputo como sendo o produto de uma solução ou de um resultado, principalmente no sentido matemático/aritmético do conceito, utilizando um processo ou algoritmo.

Por outras palavras, a computação é a ciência que estuda e sistematiza as ordens e atividades inseridas numa máquina, ao analisar os fatores que participam desse processo, entre os quais se encontram as linguagens de programação, que permitem criar uma lista de dados ordenada e perceptível para a máquina.
Durante o processo são realizados dois tipos de análise, um orgânico (tradução das indicações para uma linguagem compreensível pelo computador) e um funcional (recolher a informação disponível no processo de automatização).

Antes de se falar de computação, é necessário definir previamente o conceito de algoritmo. Um algoritmo é um conjunto de passos determinados que se estruturam no tempo que respondem a uma lista de regras claras e que visam resolver um problema particular. Devem obedecer a certas condições: serem definidos (claros, detalhar cada um dos passos necessários a realizar sem ambiguidades), finitos (as ações que o conformam devem ser concluídas de forma lógica e clara), contar com zero ou mais entradas e com uma ou mais saídas, e serem efetivos (limitar-se única e exclusivamente ao que é necessário para resolver o problema, gastando o mínimo de recursos e que se possa executar eficazmente).

Outras áreas igualmente abarcadas pela computação são a inteligência artificial associada aos computadores, a computação gráfica e de redes, os sistemas de bases de dados, a matemática dos computadores e diferentes tipos de engenharias relacionadas com esta máquina.

Hoje em dia, o desenvolvimento da computação e das tecnologias conexas permitem elaborar diversos tipos de documentos, enviar e receber correio electrónico, criar desenhos digitais, editar material de áudio e imprimir livros, entre variadíssimas outras tarefas.

Convém, por fim, frisar que a tecnologia utilizada na computação é de tipo microelectrónica com componentes físicos (processador, memória, etc.) e lógicos (sistema operativo e programas).

Temos também o que é conhecido como “computação em nuvem” (em inglês “cloud computing”). Basicamente, é um recurso que permite que as pessoas realizam tarefas e processos no computador ou dispositivo móvel sempre precisar instalar programas, mas há também como acessar e alterar arquivos sem que esses estejam em suas máquinas.

O uso da computação em nuvem substitui a aquisição de servidores físicos e data centers. E quem fornece esses sistema é conhecido como provedor de nuvem. Um exemplo do uso dessa computação é no caso dos fabricantes de jogos online, onde esses jogos são acessados por usuários em todo o mundo através da internet.

Assim, a computação em nuvem permite acessar arquivos e executar tarefas através da internet. Para isso ela faz uso de servidores, banco de dados, rede, softwares, entre outros elementos. E a computação em nuvem fornece soluções mais rápidas e também mais econômicas.

Exemplos de computação em nuvem são os oferecidos pela plataforma Dropbox, onde é possível fazer a sincronização de arquivos. Nesse caso, cabe aqui dizer que existem diferentes tipos de computação em nuvem, mas a principal e mais conhecida é a com tecnologia Saas (Software as a Service ou Software como Serviço), onde temos ainda o Google Docs e a Amazon Web Services.

Mais uma coisa a se falar sobre a computação em nuvem é que o usuário paga somente pelos serviços de nuvem que utiliza, tendo, assim, redução dos custos operacionais. E isso é bem-vindo nas empresas, onde se adquire apenas aquilo segundo as necessidades dela.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

eixo terrestre

A noção de eixo tem mais de uma dúzia de significados. Pode ser a haste que sustenta um corpo enquanto ele gira, passando por...

Conceito de

égide

Égide tem origem na palavra latina “aegĭde” que significa o escudo de Júpiter ou o escudo de Minerva. De acordo...

Conceito de

écloga

Uma palavra grega que pode ser traduzida como escolha, chegou ao latim como “eclŏga” que em português se converteu...

Conceito de

Idade Antiga

Com origem etimológica na palavra latina “aetāte”, idade pode se referir a diferentes questões. Neste caso, vamos...

Conceito de

efusivo

O adjetivo efusivo é usado para qualificar aquilo ou aquele que manifesta ou revela efusão: ímpeto, vigor ou expansão nos...

Conceito de

efluente

A Michaelis, em seu Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa, define um efluente como um resíduo (em forma de fluido ou...

Conceito de

efeméride

A palavra grega “ephemerís”, que se refere ao que é próprio de um dia, derivou no latim “ephemerĭde”...

Conceito de

edema

A palavra grega “oidema” chegou ao nosso idioma como edema. O termo é usado no campo da medicina para se referir à...

ARQUIVOS