Conceito.de

Conceito de computação

O termo computação tem origem no vocábulo latim computatio. Esta palavra permite abordar a noção de cômputo enquanto conta ou cálculo, mas é geralmente usada como sinónimo de informática (do francês informatique). Por isso, pode-se dizer que a computação reúne os saberes científicos e os métodos.
Estes sistemas automatizados de informação conseguem-se através de ferramentas que foram projetadas e concebidas para o efeito: os computadores.

A origem da computação, segundo afirmam os especialistas, remonta a mais de trezentos anos, época das primeiras maquinarias destinadas à execução de diversas atividades de cálculo. Em 1623, Wilhelm Schickard inventou a primeira calculadora mecânica.

Porém, os computadores capazes de realizar múltiplos processos (isto é, que não se limitavam aos cálculos de tipo matemático) começaram a surgir na década de 40. O uso massivo e doméstico destas máquinas chegaria, mais recentemente, nos anos 80, com a produção dos computadores pessoais ou PC. O fim do século XX, com o auge da Internet, veio dar um grande impulso para tudo o que está relacionado com as ciências computacionais.

Quanto à teoria da computação, há que dizer que é considerada como uma ciência centrada no estudo e na definição formal dos cômputos. Esta disciplina define o cômputo como sendo o produto de uma solução ou de um resultado, principalmente no sentido matemático/aritmético do conceito, utilizando um processo ou algoritmo.

Por outras palavras, a computação é a ciência que estuda e sistematiza as ordens e atividades inseridas numa máquina, ao analisar os fatores que participam desse processo, entre os quais se encontram as linguagens de programação, que permitem criar uma lista de dados ordenada e perceptível para a máquina.
Durante o processo são realizados dois tipos de análise, um orgânico (tradução das indicações para uma linguagem compreensível pelo computador) e um funcional (recolher a informação disponível no processo de automatização).

Antes de se falar de computação, é necessário definir previamente o conceito de algoritmo. Um algoritmo é um conjunto de passos determinados que se estruturam no tempo que respondem a uma lista de regras claras e que visam resolver um problema particular. Devem obedecer a certas condições: serem definidos (claros, detalhar cada um dos passos necessários a realizar sem ambiguidades), finitos (as ações que o conformam devem ser concluídas de forma lógica e clara), contar com zero ou mais entradas e com uma ou mais saídas, e serem efetivos (limitar-se única e exclusivamente ao que é necessário para resolver o problema, gastando o mínimo de recursos e que se possa executar eficazmente).

Outras áreas igualmente abarcadas pela computação são a inteligência artificial associada aos computadores, a computação gráfica e de redes, os sistemas de bases de dados, a matemática dos computadores e diferentes tipos de engenharias relacionadas com esta máquina.

Hoje em dia, o desenvolvimento da computação e das tecnologias conexas permitem elaborar diversos tipos de documentos, enviar e receber correio electrónico, criar desenhos digitais, editar material de áudio e imprimir livros, entre variadíssimas outras tarefas.

Convém, por fim, frisar que a tecnologia utilizada na computação é de tipo microelectrónica com componentes físicos (processador, memória, etc.) e lógicos (sistema operativo e programas).

Temos também o que é conhecido como “computação em nuvem” (em inglês “cloud computing”). Basicamente, é um recurso que permite que as pessoas realizam tarefas e processos no computador ou dispositivo móvel sempre precisar instalar programas, mas há também como acessar e alterar arquivos sem que esses estejam em suas máquinas.

O uso da computação em nuvem substitui a aquisição de servidores físicos e data centers. E quem fornece esses sistema é conhecido como provedor de nuvem. Um exemplo do uso dessa computação é no caso dos fabricantes de jogos online, onde esses jogos são acessados por usuários em todo o mundo através da internet.

Assim, a computação em nuvem permite acessar arquivos e executar tarefas através da internet. Para isso ela faz uso de servidores, banco de dados, rede, softwares, entre outros elementos. E a computação em nuvem fornece soluções mais rápidas e também mais econômicas.

Exemplos de computação em nuvem são os oferecidos pela plataforma Dropbox, onde é possível fazer a sincronização de arquivos. Nesse caso, cabe aqui dizer que existem diferentes tipos de computação em nuvem, mas a principal e mais conhecida é a com tecnologia Saas (Software as a Service ou Software como Serviço), onde temos ainda o Google Docs e a Amazon Web Services.

Mais uma coisa a se falar sobre a computação em nuvem é que o usuário paga somente pelos serviços de nuvem que utiliza, tendo, assim, redução dos custos operacionais. E isso é bem-vindo nas empresas, onde se adquire apenas aquilo segundo as necessidades dela.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

dorsal

O conceito de dorsal vem da palavra latina “dorsuāle”. É sobre o que está ligado às costas ou ao dorso. Por...

Conceito de

dopamina

A dopamina é um neurotransmissor: substância que, na sinapse nervosa, é responsável pela transmissão dos impulsos. Sinapse,...

Conceito de

doação

Doação é o ato e resultado de doar: oferecer, ceder de maneira voluntária, transferir algo sem esperar nada em troca. O...

Conceito de

dom

A noção de dom pode ter diferentes origens etimológicas e, portanto, diferentes significados. Quando o termo deriva da palavra...

Conceito de

dodecágono

O termo dodecágono, derivado da palavra “dodekágonos”, é usado no campo da geometria para nomear um polígono que...

Conceito de

domesticação

Domesticação é o ato e a consequência de domesticar: fazer com que um animal selvagem ou feroz modere seu temperamento e se...

Conceito de

domótica

A domótica é o conjunto de técnicas e sistemas que permitem realizar a automatização das várias instalações de uma casa....

Conceito de

FOFA

A sigla FOFA se refere a Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças. O conceito aparece em um tipo de análise que as empresas...

ARQUIVOS