Conceito.de

Conceito de concílio

O termo concílio, cuja origem se encontra no vocábulo latino “concilĭu”, alude a uma reunião realizada com o objetivo de tratar de uma questão de interesse.

Por exemplo: “O empresário uruguaio se juntará ao Concílio Mundial de Organizadores de Espetáculos Musicais”, “O Concílio de Carson se reunirá amanhã com o objetivo de resolver o conflito”, “A oposição falou da necessidade de criar um Concílio de Representação de Aposentados e Pensionistas”.

A ideia de um concílio geralmente se refere a um conselho de autoridades eclesiásticas da Igreja Católica, cujo objetivo é analisar e decidir questões relacionadas com os dogmas.

A Igreja Católica, desde a sua criação e até 1054, realizou oito concílios ecumênicos. A partir dessa data, houve uma divisão entre o Ocidente e o Oriente e, desde então, os concílios foram convocados pela Igreja Ocidental. Entre 1054 e o presente, houve outros doze concílios convocados pelo papa.

O mais recente concílio ecumênico da Igreja Católica ocorreu entre 1962 e 1965 no Vaticano. Conhecido como Concílio Vaticano II, sua convocatória ocorreu em nome de João XXIII, encarregado de presidir à primeira etapa, enquanto as últimas sessões foram conduzidas por Paulo VI.

Os concílios nacionais (convocados com a autorização do papa e orientados para o episcopado de uma região) e os concílios provinciais (liderados por um bispo metropolitano) são outros concílios levados a cabo pela Igreja Católica.