Conceito.de

Conceito de sínodo

Um vocábulo grego derivou no latim sinŏdus, que chegou à nossa língua como sínodo. O conceito faz referência a um encontro que mantêm autoridades eclesiásticas.

Um sínodo, por conseguinte, pode ser um concílio. Neste tipo de eventos, os bispos e outros líderes reúnem-se para tratar temas da doutrina ou da organização religiosa. No caso da Igreja católica, pode-se distinguir entre três tipos deste tipo de sínodos.

O concílio provincial é aquele que impulsa um bispo metropolitano a cada duas décadas. O concílio nacional, por sua vez, conta com a participação do episcopado de todo o país e desenvolve-se uma vez que é autorizado pelo Papa. O concílio ecuménico, por último, é convocado pelo Papa e aberto a todos os bispos.

Dá-se o nome de sínodo episcopal ao encontro de bispos que são seleccionados de diversas partes do mundo para estreitar os vínculos entre o Papa e estas autoridades. É importante diferenciar o sínodo episcopal e o concílio ecuménico, já que ambos são encontros de bispos: enquanto o sínodo aponta para as consultas e a assessoria para o Papa, o concílio pode fixar definições dogmáticas.

O sínodo diocesano, por sua vez, é uma assembleia da qual participam clérigos e laicos. A convocatória corre por conta do bispo da diocese em questão e tem o objectivo de analisar temas relacionados com a legislação.

A astronomia, por último, usa a noção de sínodo para designar a conjunção que tem lugar entre um par de planetas que compartem um círculo de posição ou um grau da Eclíptica.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (7 de Julho de 2016). Conceito de sínodo. Conceito.de. https://conceito.de/sinodo