Conceito.de

Conceito de conciso

Conciso, do latim concīsus, é algo que tem concisão. Este termo (concisão), por sua vez, está relacionado com a economia (poupança) de meios/recursos e a brevidade para expressar um conceito com precisão e exactidão.

Exemplos: “O juiz pediu ao acusado para ser conciso e cingir-se àquilo que lhe era perguntado”, “O escritor foi aplaudido depois de fazer um discurso conciso”, “Minha senhora, seja mais concisa nas suas respostas, por favor”.

O que é conciso, por conseguinte, costuma ser associado à linguagem e à expressão. Não existe uma quantidade determinada de palavras pronunciadas para fazer referência à concisão, uma vez que certas explicações requerem um maior desenvolvimento. Por outro lado, o que é conciso varia conforme o contexto.

Se uma pessoa perguntar as horas a outra, uma resposta concisa seria: “São cinco e meia”. Porém, se esta lhe responder: “Quando começou a fazer a perguntar, eram 17 horas, 31 minutos e 4 segundos, mas, neste momento, são 17 horas, 31 minutos e 15 segundos”, estaremos perante uma resposta pouco concisa.

É possível associar o que é conciso àquilo que é imprescindível para fazer sentido. Tudo o que é supérfluo ou acessório, por conseguinte, escapa da concisão. Um cão pode definir-se como sendo um “animal de quatro patas que ladra” ou um “mamífero que pertence à família dos canídeos, que é quadrupede e que comunica através de latidos”. Ambas as expressões permitem entender que estamos a falar de um cão, mas a primeira é mais concisa. Se a expressão for “animal de quatro patas”, é mais concisa, mas pode gerar confusão, uma vez que o gato, a vaca ou o cavalo também são animais quadrúpedes.