Conceito.de

Conceito de corso

Corso é um termo que tem vários usos. Quando deriva da palavra latina “cursu” (que pode ser traduzida como “corrida”), refere-se à campanha realizada por um navio mercante que, com a autorização do governo de seu país, ataca e saqueia navios de nações inimigas.

Quem executava esse tipo de ações era conhecido como corsário. Os corsários são frequentemente associados a piratas, embora tenham permissão das autoridades para agir de acordo com as leis da guerra. Os piratas, por outro lado, estavam fora do marco legal.

O aval que os corsários recebiam chamava-se carta de corso. Este documento era concedido por prefeitos ou monarcas a proprietários de barcos para que eles pudessem atacar navios de países inimigos e ficar com suas mercadorias. Assim, o proprietário do navio juntava-se à marinha do território que lhe concedia a carta de corso.

Espanha, Inglaterra e França são alguns dos países que emitiram cartas de corso. O Tratado de Paris, em 1856, aboliu essas autorizações, apesar de ainda serem permitidas em certas regiões.

Corso também se refere ao natural ou habitante da Córsega, ou algo relativo à ilha da Córsega. Este território insular que pertence ao Estado francês está localizado no Mar Mediterrâneo. Nessa ilha, fala-se uma língua chamada Corso.

Por fim, corso é o desfile de carros enfeitados que ocorre durante a celebração do Carnaval.