Conceito.de

Conceito de desertor

Quem deserta é chamado de desertor. O ato de desertar pode se referir a deixar ideais de lado, afastar-se de uma causa ou, no caso de um soldado, abandonar sua bandeira.

Na esfera militar, a deserção é um crime. Por esse motivo, o desertor pode ser julgado pela lei militar e sofrer diferentes tipos de sanções: incluindo, conforme o caso, a pena de morte.

Um militar é considerado um desertor quando abandona seu cargo ou seu dever no contexto de uma guerra. Suponhamos que, no meio de uma invasão ou batalha, um soldado decida se retirar do posto que lhe foi atribuído e saia da zona de conflito. Esta situação faz dele um desertor.

A pessoa que se recusa a cumprir uma ordem militar pode fazer uma objeção de consciência, explicando que ela se recusa a cumprir o serviço correspondente por qualquer motivo moral ou religioso. De acordo com o tratamento concedido a essa medida, o objetor pode ser considerado um desertor.

A ideia de deserção escolar, por outro lado, alude ao abandono da escola por um aluno. No entanto, não é habitual que o estudante que abandona a escola seja chamado de desertor.

Em linguagem coloquial sim diz-se que o sujeito é desertor quando deixa de visitar um lugar que frequentava frequentemente ou quando não acompanha mais seus companheiros de militância. Por exemplo: “Aqui está o desertor! Há meses que não vem ao clube”, “O Partido Conservador decidiu expulsar formalmente o militante desertor”, “Um desertor do grupo guerrilheiro forneceu informações úteis às autoridades do governo”.