Conceito.de

Conceito de diocese

Uma palavra do grego (“dioíkesis”) passou para o latim (“diocēse”) antes de chegar à nossa língua como diocese. Assim se chama o território sobre o qual um bispo tem jurisdição.

Devemos lembrar que um bispo é um superior eclesiástico. Contar com jurisdição, por outro lado, implica ter autoridade para administrar ou governar.

Uma diocese, portanto, é um distrito cuja administração eclesiástica está a cargo de um bispo. Este prelado é responsável por dirigir todas as paróquias que fazem parte de sua diocese. Várias dioceses, por sua vez, podem ser agrupadas em províncias eclesiásticas.

A Igreja Católica considera que cada diocese faz parte do povo de Deus, cuja orientação espiritual é confiada ao bispo. Se a diocese, por algum motivo, não tiver um bispo, é uma diocese vacante.

As dioceses também têm a função de formar futuros membros do clero. Por isso, fundam seminários onde os aspirantes fazem os estudos que lhes permitem ordenar-se.

A Igreja Católica da Espanha, por exemplo, é composta por sessenta dioceses, cada uma delas sob a jurisdição de um bispo ou arcebispo. As dioceses espanholas, simultaneamente, estão agrupadas em catorze províncias eclesiásticas.

No Império Romano, a diocese é uma divisão administrativa composta por várias províncias. O vigário era o governador da diocese, estando sob a subordinação do prefeito do pretório.

Cabe mencionar que as dioceses romanas são frequentemente chamadas dioceses civis para evitar confusão com as dioceses religiosas. Ambas as circunscrições não têm nada a ver uma com a outra.