Conceito.de

Conceito de epífise

O vocábulo grego “epíphysis” que pode traduzir-se como excrescência (uma protuberância) de origem a epífise em nosso idioma. O conceito de epífise tem dois usos no campo da anatomia: pode referir-se a uma glândula endócrina que se encontra no cérebro ou às extremidades de um osso longo.

No primeiro caso, a epífise está sob a camada de substância branca conhecida como corpo caloso, que está localizada entre os dois hemisférios cerebrais. É uma glândula endócrina, pois secreta sua produção diretamente no sangue.

Também chamada de glândula pineal, a epífise produz melatonina, um hormônio que afeta o comportamento sexual. Em geral, a segregação ocorre à noite, pois a epífise não atua com a luz. A melatonina afeta os padrões de sono e a atividade das gônadas, que é o órgão responsável pela formação dos gametas (células sexuais).

A epífise, por outro lado, é o nome das pontas dos ossos longos. Um setor cartilaginoso separa as epífises da diáfise (o corpo) dos ossos enquanto o indivíduo está crescendo. À medida que esse setor ossifica, o comprimento do osso aumenta.

A epífise é geralmente mais larga do que a diáfise: as articulações que estão inseridas nela. É constituída por uma camada de tecido compacto em sua área periférica e de tecido esponjoso na parte central. A tíbia, ulna, fêmur, rádio e perônio são alguns dos ossos que apresentam epífises.