Conceito.de

Conceito de caveira

A etimologia de caveira nos leva a “calvarĭa”, uma palavra latina que pode ser traduzida como “crânio”. Caveira é o grupo formado por todos os ossos que compõem a cabeça enquanto eles estão unidos, mas sem pele ou carne neles.

Por exemplo: “Ontem encontrei uma caveira de vaca no campo do avô”, “Os pesquisadores encontraram três caveiras humanas na cave da casa”, “Vou tatuar uma caveira no braço direito”.

A caveira de um ser humano é composta por vinte e oito ossos que têm a função de proteger os órgãos sensoriais e o cérebro e permitir o desenvolvimento do processo de mastigação. Desse total de ossos, apenas a mandíbula tem mobilidade.

É possível diferenciar entre os ossos do crânio (occipital, parietal, temporal, frontal, esfenoidal e etmoidal), os ossos do ouvido médio (o estribo, a bigorna e o martelo) e os ossos da face (mandíbula, palato, vômer e outros). Todos esses ossos formam a estrutura da caveira.

Deve-se notar que a caveira é usada como um símbolo em diferentes contextos. Quando aparece em um fundo escuro e cruzada por dois ossos, é um emblema dos piratas. A caveira também pode ser usada para alertar sobre algum tipo de perigo (como a toxicidade de uma substância ou o risco de ser eletrocutado ao tocar em um determinado elemento) ou representar a morte.

Em sentido figurado, um rosto extremamente magro também pode ser chamado de caveira: “Depois de vários dias em jejum, Miguel estava pálido e seu rosto parecia uma caveira”.