Conceito de tendão


Ago 28, 16

A ideia de tendão é usada na área da anatomia para designar uma estrutura fibrosa que apresenta uma enorme resistência. Os tendões, os quais são compostos por fibras que fazem parte dos tecidos conectivos, encontram-se nos músculos estriados.

De forma plana, cilíndrica ou de cordão, os tendões têm a função de unir músculos e ossos, embora também possam vincular aos músculos com outras estruturas corporais. Em geral, permitem que o músculo se insira no osso e, deste modo, conseguir a transmissão de força para que se produza movimento.

É importante não confundir os tendões com os ligamentos. Enquanto os tendões permitem mover os ossos, os ligamentos encarregam-se de vincular os ossos entre si para conferir estabilidade à estrutura.

O tendão mais forte do ser humano é o tendão de Aquiles, igualmente chamado tendão calcâneo. Com cerca de quinze centímetros de comprimento, este tendão encontra-se atrás do tornozelo e chega até ao sector médio da perna. A sua função consiste em unir o músculo solear e o gastrocnémio com o osso calcâneo.

A rotação lateral e a flexão do joelho, por outro lado, são possibilitadas pelo tendão do tornozelo. Este tendão relaciona o ísquio com o perónio e a tíbia.

Quando um tendão se inflama, ocorre a patologia que se conhece pelo nome de tendinite. Esta inflamação, habitual no tendão de Aquiles, provoca dor: o tendão, ao aumentar o seu calibre, exerce uma pressão sobre a pele, que se inflama. Por norma, a tendinite tem lugar quando a pessoa repete movimentos sem adoptar uma postura adequada.