Conceito.de

Conceito de equitativo

O vocábulo “aequitāte” que pode traduzir-se como igualdade chegou ao português como equitativo. O termo qualifica o que tem equidade (igualdade, justiça). Por exemplo: “O nosso partido político trabalha para conseguir uma distribuição equitativa da riqueza”, “O desenvolvimento equitativo da nação é uma dívida pendente”, “Temos que garantir que haja uma partilha equitativa da ajuda”.

A equidade é um valor desejado na maioria das áreas. Por isso, espera-se que certas questões sejam equitativas, visto que é o que se considera correto ou adequado. O equitativo é, no fundo, razoável ou imparcial.

Suponhamos que as autoridades de um município decidam dar brinquedos às crianças para comemorar o Natal. Todos os meninos que moram na área, portanto, devem receber um presente. No entanto, a distribuição não é equitativa: os funcionários dão os brinquedos aos filhos dos adeptos de seu partido político, discriminando os demais. Uma entrega equitativa, por outro lado, não estaria sujeita a este tipo de condições.

Uma mãe com três filhos menores, por outro lado, deve tratar seus descendentes da mesma forma. Se um de seus filhos é seu favorito e recebe benefícios que os outros dois não recebem, ela não está sendo equitativa.

Deve notar-se, no entanto, que equitativo nem sempre é o mais justo. Vejamos o caso de dois colegas de trabalho que ocupam o mesmo cargo: um trabalha muito e cumpre suas obrigações, enquanto o outro tende a se ausentar sem motivo e repousa a maior parte do dia. Se o salário for equitativo para todos os trabalhadores com determinada posição, ambos ganharão o mesmo. Mas isso, dadas as características mencionadas, não é justo neste caso.