Conceito.de

Conceito de esquecimento

Escutar o artigo

O esquecimento é a cessação da memória que se tinha. Trata-se de uma ação involuntária que supõe deixar de conservar na memória alguma informação que tinha sido adquirida.

esquecimento
O esquecimento por nervosismo ou ansiedade pode fazer uma pessoa se esquecer de algumas palavras

Por exemplo: “O Rómulo teve um esquecimento imperdoável: não fechou a porta do prédio à chave e entraram ladrões que assaltaram todos os vizinhos que se encontravam no edifício”, “Esqueci-me da morada do lugar para onde ficámos de ir”.

O esquecimento costuma ser o descuido de algo que se devia ter em mente: “Esqueci-me de algo, mas não sei o quê”, “Tenho a sensação de que me estou a esquecer de algum documento”. Conhece-se como aprendizagem interferente a aquisição de uma informação que substitui uma recordação não consolidada na memória. Aquilo que se esquece, na realidade, não desaparece (as pessoas tendem a lembrar-se que se esqueceram de algo), mas passa para o plano inconsciente.

Entre as várias causas que podem incentivar o esquecimento, constam as quedas ou os golpes na cabeça (que podem causar amnésia), a alteração do aparelho psíquico (por uma doença como a esquizofrenia) e os problemas fisiológicos (como um mal desenvolvido do sistema nervoso).

A mente também pode bloquear determinadas recordações que sejam dolorosas para o sujeito. Deste modo, embora possa parecer que a pessoa se esqueceu de algo (como um acidente infantil), na realidade, a única coisa que a psique faz é deixar essa recordação num plano não acessível de modo consciente.

O esquecimento também pode ser a cessação do afeto que se tinha: “Decidiu deixar a sua família no esquecimento e partiu para outro país, em busca de novas oportunidades”.

Esquecimento em virtude de estresse e nervosismo

O estresse e o nervosismo também podem ser desencadeadores do esquecimento. Nesse caso, pode acontecer o famoso “estava na ponta da língua”, essa expressão é usada para designar algo que uma pessoa sabe que entende ou sabia o nome, contudo ela não consegue se lembrar naquele momento.

Especialistas ainda afirmam que quando uma pessoa se encontra muito ansiosa ela tende a ter problemas de esquecimento, pois há um aumento súbito da dopamina, que se trata de um neurotransmissor que ajuda a aumentar o prazer, a felicidade e também a motivação. E com isso a pessoa perde a calma, tendo então perda de memória e até mesmo podendo apresentar gagueiras.

Um exemplo comum nesse caso é quando um estudante tem uma prova importante para fazer e pode sofrer com problemas de esquecimento por se encontrar sob muita pressão, dando um “branco” na hora de fazer a prova.

Esquecimento normal e anormal

conceito de esquecimento
O cérebro humano não consegue gravar todas as coisas com as quais tem contato ao longo da vida

O cérebro humano processa diversas informações ao longo do dia, sendo que muitas das coisas que as pessoas fazem são de modo quase que inconsciente, mesmo que isso envolva diferentes áreas do cérebro que são responsáveis pela memorização. Desse modo, quando uma pessoa corda ela sabe onde mora, onde fica seu quarto, o que costuma comer no café da manhã, entre outras coisas.

Mas pode acontecer de, em dias de mais trabalhos e atividades, haver falhas na memória, como esquecer de um compromisso ou de pegar algum item que um familiar havia pedido no dia anterior ou em outro período do dia, por exemplo.

Assim, esquecer algumas coisas é um processo completamente normal, afinal de contas não é possível guardar todas as informações que se tem acesso ao longo da existência. O cérebro dos seres humanos então dá prioridade para o que acredita ser essencial.

Mas se esse esquecimento acontece de forma frequente, não estando relacionado a estresse e ansiedade, pode ser um indicador de algum problema, seja um problema mental ou outro que afete a região cerebral.

Uma das doenças mais comuns que geram esquecimento e a doença de Alzheimer. Essa é uma condição neurodegenerativa onde o indivíduo esquece-se de coisas do seu dia a dia, em seguida a condição se agrava ao ponto da pessoa não se lembrar dos familiares e de momentos importantes que viveu. Conforme a doença avança, a pessoa se esquece de si mesma, de como ela era.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (5 de Dezembro de 2012). Conceito de esquecimento. Conceito.de. https://conceito.de/esquecimento