Conceito.de

Conceito de etnografia

A etnografia é um método de estudo utilizado pelos antropólogos com o intuito de descrever os costumes e as tradições de um grupo humano. Este estudo ajuda a conhecer a identidade de uma comunidade humana que se desenvolve num âmbito sociocultural concreto.

A etnografia implica a observação participante do antropólogo durante um período de tempo em que esteja em contacto direto com o grupo a estudar. O trabalho pode ser complementado com entrevistas para recolher mais informações e descobrir dados que sejam inacessíveis a simples vista para uma pessoa que não pertencer à cultura visada.

A etnografia, qual também é chamada de pesquisa etnográfica, é um tipo de pesquisa que tem como base o contato entre o antropólogo e seu objeto, por exemplo. E esse objeto pode ser qualquer grupos social que se deseja estudar e obter informações e dados concretos.

É hábito o investigador assumir um papel ativo nas atividades diárias da comunidade para se envolver com a compreensão da cultura. Estas atividades, por outro lado, permitem-lhe pedir esclarecimentos acerca das ações e dos comportamentos a cada um dos integrantes do grupo estudado.

Dá-se o nome de descrição densa ao relatório que apresenta o antropólogo para descrever em pormenor os costumes, as práticas, as crenças e os mitos de uma cultura. O investigador, de uma forma geral, recorre tanto ao método qualitativo como ao quantitativo para desenvolver o seu trabalho.

É fundamental que o antropólogo não tenha uma visão/perspectiva etnocêntrica na hora de avaliar os comportamentos da comunidade; caso contrário, o seu trabalho perde credibilidade.

Mas além de se fazer uso da antropologia na etnográfica, faz-se também o uso de outros métodos como psicologia, sociologia, entre outros. Atualmente, algumas empresas passaram a fazer uso da pesquisa etnográfica a fim de conhecerem melhor sobre seus clientes.

A etnografia surgiu, por volta do século XIX, da necessidade de pesquisadores em entenderem melhor sobre a cultura de determinados povos e grupos sociais, mas sem fazer o uso de especulações da filosofia social (o que era usado até então) se senão por meio do contato direito com eles.

Cabe ainda dizer que a etnografia faz parte da etnologia que é a ciência que estuda os documentos, a parte escrita, levantados por meio da etnografia, cabe a ela também a parte comparativa do processo quanto a cultura material.

Um dos estudos mais populares da etnografia intitula-se “Os argonautas do Pacífico Ocidental”, escrito por Bronislaw Malinowski (1884-1942), o qual foi publicado em 1922. Trata-se de uma obra consagrada aos rituais e às práticas sociais dos habitantes das Ilhas Trobriand.

Por meio da etnografia se obtém-se muitas informações, informações que podem ser colhidas por meio de gravações em áudio, vídeo, escritas, pela reunião de objetos que fazem parte da cultura estudada, entre outros. E toda esse informação precisa ser filtrada e organizada a fim de que a pesquisa não se estenda demasiadamente.

Como uma pesquisa etnográfica exige mais tempo para ser concluída do que outros processos como, por exemplo, as entrevistas, faz-se necessário que os recursos utilizados sejam usados de maneira otimizada, especialmente tempo e também recursos financeiros.