Conceito.de

Conceito de juízo moral

Juízo é uma faculdade da alma que permite diferenciar entre o bem e o mal. Noutros termos, o juízo é uma opinião ou um ditame. A moral, por outro lado, está relacionada com os costumes, os valores, as crenças e as normas de uma pessoa ou de um grupo social. A moral serve de guia, por assim dizer, uma vez que distingue o que é correto do que é incorreto. Os pensadores antigos criam que ser uma pessoa moral era a forma racional de se alcançar a felicidade.

Entende-se por juízo moral o ato mental que estabelece se uma determinada conduta ou situação tem conteúdo ético ou se, pelo contrário, carece destes princípios. O juízo moral realiza-se a partir do sentido moral de cada indivíduo e responde a uma série de normas e regras que vão sendo adquiridas ao longo da vida.

A família, a escola, a Igreja e os meios de comunicação são algumas das instituições sociais que influem na adoção dos preceitos que determinam os juízos morais. Posto isto, não há dúvida que o meio envolvente desempenha um papel preponderante no pensamento do sujeito em relação àquilo que está certo e àquilo que está errado.

Por exemplo: uma mãe decide ir roubar porque não consegue arranjar trabalho e não tem recursos para alimentar os seus filhos. Apesar das implicações legais do caso, algumas pessoas poderão emitir um juízo moral considerando que a atitude daquela mulher até se justifica. Obviamente, estes juízos nem sempre correspondem com aqueles que são desenvolvidos em tribunal. Porém, regra geral, o Poder Judicial coincide com a ética que reina numa sociedade.

O juízo moral tem sido objeto de estudo e uma preocupação quanto ao desenvolvimento da moralidade de estudantes, tanto de ensino médio quando de ensino superior, já que a maior preocupação nos cursos é quanto ao conteúdo programático. Quando não há uma preocupação quanto a formação do juízo moral, então isso pode gerar prejuízos quanto a socialização e a questões interpessoais. Essa tem sido uma preocupação tanto de áreas como a pedagogia quanto da saúde e psicologia.

No tocante ao juízo moral, quando dizemos que uma pessoa está agindo de modo correto, o que estamos fazendo aqui é realizando um juízo moral, não importando em qual código de conduta moral estamos nos baseando.

Por exemplo: se numa sociedade fictícia o homem fosse instruído a cortar o cabelo, então estaríamos realizando um juízo moral ao dizer que um homem de cabelos compridos estaria agindo de modo incorreto. O mesmo também valeria para um caso ao contrário, onde os homens fosse instruídos a não cortarem o cabelo, seria então a realização de um juízo moral se alguém dissesse que um homem com cabelo curto estaria agindo incorretamente.

Logo, o juízo moral refere-se as ações que presumem (ou julgam) o livre arbítrio que o ser humano possui para fazer suas escolhas quanto a como agir no mundo e que o mesmo se dispõe a responsabilizar-se pelo que faz e entende a consequência dos seus atos.

 

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

“catering”

O conceito de “catering” faz parte do idioma inglês, mas, de qualquer forma, também é aceito pela Michaelis em seu...

Conceito de

catequese

A noção de catequese refere-se à instrução ligada à religião. O conceito costuma ser usado com relação ao local ou ao...

Conceito de

categoria

A palavra grega “kategoría” chegou ao latim como “categorĭa” e, através do francês, derivou no termo...

Conceito de

luneta

Uma luneta é uma ferramenta óptica portátil que pode ser expandida de acordo com a necessidade do usuário. É um tipo de...

Conceito de

catarata

O conceito de catarata, que deriva da palavra latina “cataracta” (por sua vez derivada do grego...

Conceito de

catabolismo

O termo grego “katabolé”, traduzível como “ação de atirar de cima para baixo” chegou ao português...

Conceito de

catálogo

A palavra grega ” katálogos”, que pode ser traduzida como “lista”, chegou ao latim como...

Conceito de

cataclismo

A origem etimológica de cataclismo encontra-se na palavra grega “kataklysmós”, que pode ser traduzida como...

ARQUIVOS