Conceito.de

Conceito de karma

Escutar o artigo

Karma é um termo com origem no sânscrito (antiga língua sagrada da índia) e significa “ação”. Esse termo era comum nas religiões budista, jainista e também hinduísta, tendo mais tarde sido adotado ainda pelo espiritismo.

karma
O karma é um conceito ligado a muitas religiões orientais

Quando usado no budismo, por exemplo, o karma (ou carma, como muitos também costumam escrever) tem o objetivo de evidenciar como é importante ter atitudes e intenções que sejam certas.

Lei do karma

A chamada lei do karma é o que liga o efeito a causa.

O termo karma está sempre relacionado com as ações que se toma e as consequências dessas. Por isso que se diz que o karma é algo equivalente a Terceira Lei de Newton, que descreve que toda a ação conta com uma reação de intensidade similar, porém que é sentido oposto. Com isso, nada estaria disposto aleatoriamente, mas tudo estaria interconectado.

Desse modo, o que se crê é que se uma pessoa pratica o bem ao longo da sua vida, mais tarde ela colherá os frutos disso. De igual modo, os que praticam o mal colherão os frutos de suas ações. E em diversas religiões essa lei é descrita como uma justiça dos céus.

Há que se mencionar de várias religiões e também filosofias indianas não contam com essa ideia de culpa e castigo, ou seja, de ação e reação, nem mesmo de remissão e redenção. No entanto, o karma atua como um mecanismo importante para descrever quão essencial são os comportamentos individuais.

Boa parte dos que acreditam na lei do karma também creem que a meditação diária ajuda a afastar as más escolhas e os maus pensamentos, o que ajudaria uma pessoa a melhorar suas atitudes e seu modo de ser, sendo alguém melhor e que faz mais coisas boas em sua vida. Nas religiões como o budismo isso é amplamente difundido.

A lei do karma existe para mostrar que há o karma individual e também o karma coletivo, também afirmando que existe um efeito invisível numa ação, o qual irá se desenvolver.

O significado do termo karma

Karma, no que diz respeito as religiões e filosofias do Oriente, possui relação com o princípio de causa e efeito que faz a ligação dos seres ao Samsara, que seria o ciclo de renascimentos (viver, morrer e renascer).

Os princípios do Karma tiveram seu desenvolvimento a partir dos Upanisads Védicos, sendo essenciais para muitas outras religiões orientais.

Sobre a origem do termo, karma significa “força”, “ação” ou também “movimento”. Mas na literatura pós-védica é expressa a evolução do mesmo, onde esse ganharia também o sentido de “lei” ou “ordem”, sendo por isso que karma é ainda descrito como algo relacionado com lei que conserva a força.

A lei do Karma, quando diz respeito aos Upanishads Védicos, relata que a conduta do homem é o que define o seu destino na vida e depois da morte, desse modo, suas ações geram consequências para seu futuro.

Karma no hinduísmo

Ao contrário do que ocorre em outras religiões, o hinduísmo não é uma religião que possui apenas um fundador, ensinamentos ou escrituras. Estudiosos ainda descrevem o hinduísmo como um conjunto de religiões, ao invés de ser uma única religião.

Ele, que é tido por alguns como um modo de vida e que ainda é classificado como uma das mais antigas religiões que há, tem o princípio do karma atrelado ao de Sara, que remete a “caminho”, e de Mokhas, que estaria ligado com a “libertação”. Desse modo, se diz sobre os caminhos que levam para que se seja liberto do ciclo de renascimentos (como citado “viver, morrer e renascer”).

Ainda sobre o karma no hinduísmo, se fala no Dharma, também chamado de lei universal, que seria algo remetido as atitudes certas, sem enganar, o que ajudaria a não deixar acumular um karma ruim (karma mau).

Karma no jainismo

Do mesmo modo que o hinduísmo, o jainismo acredita que por meio de uma boa conduta se pode ser liberto das impurezas do karma.

No jainismo, os praticantes acreditam que as ações e emoções do presente são responsáveis por desenhar as encarnações, mas isso não ocorreria como um meio de punir e nem recompensar, porém seria algo resultante das escolhas feitas de modo consciente e inconsciente. O foco dessa religião com o karma é que tanto uma boa conduta como bons pensamentos moldariam o futuro de uma pessoa.

Karma bom e karma ruim

conceito de karma
Um karma pode ser bom quando as ações são boas e o contrário também seria baseado nas ações

É comum que as pessoas, mesmo as que não estejam ligadas a religiões como o budismo ou hinduísmo, por exemplo, usem o termo “karma bom” ou “karma ruim” (também chamado de “karma mau”) para descrever quando uma pessoa tem muita sorte ou muito azar, respectivamente, na vida. Por exemplo:

“Ouvi dizer que ela tem um karma ruim e, como sou muito supersticiosa, fiquei com medo de puxar assunto”;

“Ter uma vida mais leve é uma atitude que ajudará a eliminar o karma ruim da sua vida”.

Citação

SOUSA, Priscila. (4 de Outubro de 2022). Conceito de karma. Conceito.de. https://conceito.de/karma