Conceito.de

Conceito de menta

A menta é um género de ervas aromáticas que se utiliza na gastronomia e na elaboração de produtos cosméticos e para a higiene pessoal. O seu sabor produz uma sensação de frescura, bem como o seu aroma.

Exemplos: “Queres beber um copo de licor de menta?”, “Ontem, com a Mariana, comemos meio quilo de gelado de menta”, “Este dentífrico de menta deixa um sabor bastante agradável na boca”.

Originária da Ásia Central e da região do Mediterrâneo, a menta (cujo nome científico é Mentha) é uma planta herbácea perene que pode alcançar uma altura de 1,20 metros. Conta com rizomas subterrâneos, folhas de disposição oposta e forma oblonga a lanceolada, flores de dois lábios e quatro lóbulos e frutos em cápsula podendo ter até quatro sementes.

Os usos da menta são bastante variados. As suas folhas frescas podem utilizar-se para condimentar pratos salgados (como as chamuças ou a carne de carneiro) ou decorar pratos doces (um vulcão de chocolate, uma torta). O seu processamento, por outro lado, permite elaborar gelados, doces, licores, guloseimas e outros produtos alimentares.

A destilação da menta oferece um óleo que se usa na elaboração de produtos bocais, perfumes, loções para a pele e medicamentos. Os especialistas em aromaterapia asseguram que o aroma da menta é descongestionante (ajuda a despejar/limpar as vias respiratórias), analgésico e estimulante.

Entre as diversas espécies de menta, podem mencionar-se a Mentha spicata, a Mentha suaveolens, a Mentha pulegium, a Mentha vagans, a Mentha longifolia e a Mentha aquatica.