Conceito.de

Conceito de metamorfose

O termo metamorfose provém do latim metamorphōsis que, por sua vez, deriva de um vocábulo grego que significa “transformação”. O sentido mais preciso da palavra, por conseguinte, diz respeito à transformação de algo noutra coisa.

A metamorfose pode ser física (concreta, real) ou simbólica (abstracta). A passagem de um estado para outro, como o da pobreza para o da riqueza ou o do celibato para o do casamento, também pode ser considerado uma metamorfose. Por exemplo: “A Susana ganhou a lotaria e passou por uma autêntica metamorfose: agora, vive numa mansão com vista directa para o mar e tem um carro de luxo”.

Para a zoologia, a metamorfose é a alteração que sofrem certos animais à medida que se vão desenvolvendo. Durante este processo, o animal pode mudar de forma e, inclusive, de género. Pode-se fazer a distinção entre a metamorfose simples ou incompleta (em que o animal passa por várias mudas até se tornar um adulto, sem etapas de inactividade, como é o caso do grilo) e a metamorfose complexa ou completa (a larva é bastante diferente do adulto e passa por fases durante as quais fica imobilizada, deixando nomeadamente de comer, como acontece com a borboleta).

Na geologia, o metamorfismo é a transformação sem mudança de estado da composição mineral ou química de una rocha, que acontece quando esta é submetida a uma temperatura ou pressão diferente daquelas que a originaram.

A metamorfose é, por outro lado, uma novela de Franz Kafka, publicada em 1915 com o título original de “Die Verwandlung”. Trata-se da história de um jovem que, misteriosamente, se converte numa espécie de barata gigante.