Conceito.de

Conceito de oferta

Uma oferta (termo que deriva do latim offerre) é uma proposta que se realiza com a promessa de executar ou dar algo. Ao anunciar uma oferta, a pessoa está a informar as suas intenções de entregar um objeto ou de realizar uma ação, geralmente em troca de algo ou, pelo menos, com o propósito de que o outro a aceite. Por exemplo: “O meu chefe fez-me uma oferta que eu não podia recusar: o dobro do salário à condição que eu aceitasse a gestão regional”, “A oferta do grupo investidor foi de 25 milhões de dólares por 50% do passe do jogador”.

Uma oferta é, por outro lado, um produto que é colocado à venda a um preço reduzido. Um produto cujo preço habitual ronda os 50 euros pode ficar por 40 ou menos na altura dos saldos ou das ofertas especiais: “O meu irmão aproveitou a oferta em vigor para comprar uma televisão, já que a dele ainda era daquelas a preto e branco”, “O supermercado do meu bairro costuma organizar ofertas que compensam bastante”, “Poupei bastante dinheiro com a oferta nos vinhos Leve 5, Pague 3”.

Para a economia, a oferta é constituída pelo conjunto de bens e serviços oferecidos no mercado a uma determinada altura e por um preço concreto. Noutros termos, a oferta é basicamente a quantidade de produtos e serviços disponíveis para consumo.

De acordo com a lei da Oferta, quanto maior é o preço de um produto ou serviço, maior é a oferta (os produtores sentem-se mais incentivados a introduzir os seus bens no mercado).

A oferta é muito utilizada no marketing para promover vendas de produtos em empresas, mas ela pode ser utilizada também em outros objetos que são ações de marketing. Oferta é uma condição especial de venda num sentido popular em que o cliente percebe o valor sendo maximizado.

Entende-se por oferta também quando os vendedores estão comercializando bens das mais variadas categoria de preços, de forma que sempre que o preço sobe, então há mais ofertas e sempre quando cai há menos ofertas. A oferta é influenciada pela demanda do produto.

Oferta e demanda são os elementos que asseguram as atividades de um mercado, através deles é que são definidos os preços e a quantidade de produtos que se deverá fornecer. Oferta é aquilo que está disponível para a venda e demanda é a procura do produto pelo consumidor, ela é o alvo principal do estudo da microeconomia. Adam Smith, o pai da economia moderna, desenvolveu durante a economia clássica a “lei da oferta e demanda”, também chamada de “lei da oferta e da procura”, considerada fundamental para o mercado em pleno funcionamento.

Num sentido religioso, a oferta é uma contribuição voluntaria, que pode ser em dinheiro ou não, para uma igreja como ato de gratidão para com Deus, na bíblia sagrada existem várias menções sobre a oferta que deveria ser feita pelo povo para ajudar na construção e manutenção dos tempos. Nesse tipo de oferta é costume também a doação de algo material ou mesmo algum serviço como ajudar a construir ou pintar alguma área da igreja sem que haja remuneração para quem o faça.