Conceito.de

Conceito de consumo

Escutar o artigo

Consumo se trata da ação ou do ato de consumir. O termo designa quando se usa ou produto ou um serviço com o intuito de satisfazer uma necessidade de uma ou mais pessoas. Esse termo teria sua origem no latim “consumere“, que traz o significado de “gastar”, “consumir” ou mesmo “esgotar”. Há outras definições que dizem que esse termo significa “destruir” ou “gastar até que se destrua”.

consumo
O consumo faz parte das atividades que são essenciais para a economia

Há como citar como exemplo de atos de consumo quando uma pessoa compra uma roupa nova, faz a contratação de um serviço de telefonia, também quando ingere um alimento ou quando faz ligações, tudo isso se trata de consumo.

E como citado, o consumo é um ato que pode ser realizado por pessoas ou por empresas.

O papel do consumo na sociedade

O consumo é classificado como uma atividade econômica, integrando as demais que fazem parte de um processo essencial para a economia, que são: a produção, a distribuição e também a acumulação de bens.

Consumir, nesse caso, seria utilizar, destruir ou adquirir bens ou mesmo serviços. E quem pode realizar esse ato são: várias pessoas ou apenas uma pessoa ou, ainda, uma ou mais empresas. E quem consome bens e serviços é chamado de consumidor. Com o consumo muitas necessidades podem ser atendidas.

Para entender melhor esse conceito, vejamos o exemplo a seguir:

– Uma empresa se responsabiliza por produzir um produto, então esse produto é colocado no mercado, posteriormente surge o consumidor e consome esse produto depois que o adquire. Isso é o que se chama de ciclo econômico.

O consumo é algo essencial para a sociedade, pois é por meio dele que o dinheiro pode circular, fazendo com que haja emprego e também renda para um país ou uma nação.

Tipos de consumo

O consumo ainda pode ser classificado segundo as necessidades, seja da pessoa ou grupo, sendo que há:

– Consumo essencial e consumo supérfluo: o consumo essencial se trata do gasto com coisas que são essenciais, tais como: comida, vestuário, gastos com saúde, entre outros. Enquanto isso, o consumo supérfluo se trata de tudo o que não é prioridade, ou seja, se uma pessoa ficar sem esse consumo não deixará de viver bem;

– Consumo individual e coletivo: o consumo individual, como o nome sugere, é voltado para apenas uma pessoa, desse modo, essa pessoa adquire serviços e produtos para si apenas. Mas o consumo coletivo é quando são adquiridos bens para todos, que pode ser um consumo que diz respeito a custos com saúde ou educação, por exemplo;

– Consumo intermediário e consumo final: já esses referem-se ao destino de um bem. No caso do consumo intermediário, ele se configura no processo onde um bem ainda passará por outro procedimento para ser convertido em algo, por exemplo: quando uma empresa adquire farinha de trigo para a produção de pães e bolos. Mas quando já é comprado o pão pronto, por exemplo, isso será direcionado ao consumidor final, sendo esse o consumo final;

Consumo sustentável: o consumo realizado pensando-se na sustentabilidade. É esse o que é feito tendo respeito com o meio-ambiente. Aqui o consumidor faz a aquisição apenas de itens produzidor por meio de processo que que não causem danos para a natureza;

Consumo consciente: muitos confundem esse com o consumo sustentável, mas a diferença é que o consumo consciente é aquele onde o foco é gerar menos impactos negativos no meio ambiente e também nas finanças de uma ou mais pessoas. Quem adota o consumo consciente não apenas ajuda o planeta, mas ainda ajuda ainda a manter os seus gastos controlados, evitando adquirir aquilo que não é realmente necessário. Com isso as compras por impulso são reduzidas.

Fatores determinantes para o consumo

Os tipos de bens e serviços que os chamados agentes econômicos consumirão vão depender de muitos fatores, tais como: hábitos de consumo, renda, cultura, entre outros.

Desse modo, o consumo depende de uma série de variáveis, as quais sofrerão variações entre pessoas e grupos de distintas regiões, estados, país, etc., mas que fazem parte de classes sociais distintas.

Uma pessoa ou família que tenha um poder aquisitivo elevado optará por produtos e serviços mais caros, tendo como fazer a compra de bens que são considerados supérfluos. Por outro lado, aqueles que tenham um poder aquisitivo menor escolherão bens e serviços de valores menores, que são mais acessíveis para si, sendo ainda que esses indivíduos darão prioridade para o que for item de necessidade básica como alimentação, saúde e também higiene.

Consumo e consumismo

conceito de consumo
O consumismo é o consumo desenfreado

É comum que consumo e consumismo surjam como sinônimos, contudo se tratam de termos com distintos significados.

O consumo de trata de comprar produtos para atender a uma ou mais necessidade de uma pessoa ou um grupo. Por sua vez, consumismo se trata de gastar de forma descontrolada, consumindo de forma exagerada.

Citação

SOUSA, Priscila. (24 de Outubro de 2022). Conceito de consumo. Conceito.de. https://conceito.de/consumo