Conceito.de

Conceito de recursos não renováveis

Escutar o artigo

Aos bens e serviços oferecidos pela natureza de forma directa (isto é, sem que seja necessária a intervenção humana) chamam-se recursos naturais. Este conjunto pode dividir-se entre os recursos renováveis (que se podem regenerar sempre que a exploração não seja excessiva) e os recursos não renováveis ou recursos esgotáveis.

recursos não renováveis
O petróleo é um exemplo de recurso não renovável

Os recursos não renováveis são aqueles cujas reservas acabam inevitavelmente por se esgotar por não haver forma possível de os produzir, cultivar ou regenerar para manter a sua taxa de consumo. Posto noutros termos, o consumo dos recursos não renováveis é superior à capacidade da natureza para os recriar.

Como exemplo de recursos não renováveis, mencionaremos o petróleo. Uma vez que as reservas petrolíferas se tiverem esgotado, não haverá forma de voltar a obter esse líquido natural oleaginoso. Os especialistas afirmam que, caso se mantenha o actual ritmo de extracção e se não forem achados novas jazidas, as reservas mundiais de petróleo acabarão por se esgotar em menos de meio século.

Os minerais também fazem parte dos recursos não renováveis. A indústria mineira encarrega-se da extracção dos minerais e de outros materiais da crosta terrestre; a exploração mineira consiste em dinamitar montanhas e outras actividades semelhantes que demolem literalmente o terreno. Quando já não houver minerais nas pedreiras, estas acabarão por ser abandonadas.

A protecção e a substituição dos recursos não renováveis são algumas das tarefas principais para os grupos ecologistas. A energia solar e a energia eólica, por exemplo, são alternativas ao uso de petróleo e hidrocarbonetos.

Mais exemplos de recursos não renováveis

conceito de recursos não renováveis
Dentre os exemplos de recursos não renováveis há também o ouro

Quanto aos demais exemplos de recursos não renováveis, há também os combustíveis fosseis, sendo esses elementos com reservas limitadas, posto isso, o uso desses deve ser feito de modo racional. Há uma enorme responsabilidade com o uso de tais recursos. E dentre os exemplos de combustíveis fosseis há: petróleo, gás natural e carvão.

Mais um dos exemplos de recursos não renováveis são os diamantes e outros tipos de pedras preciosas, pois os mesmos se tratam de elementos difíceis de serem achados, o que faz deles valiosos e muito almejados.

Seguindo ainda a linha de elementos precisos, há o ouro e a prata, ambos recursos não renováveis e difíceis de serem encontrados. Os mesmos não possuem capacidade de retornar para a natureza.

O xisto betuminoso é outro exemplo de combustível fóssil que é classificado como um recurso não renovável. O mesmo, que costuma ser achado em áreas de rochas sedimentares, pode provocar com a sua extração impactos ambientes de grande profundidade (seja na coleta do mesmo ou, ainda, na combustão), sendo uma fonte de energia com menor eficiência.

O que motiva o uso dos recursos não renováveis

Os recursos naturais estão se esgotando a cada dia, contudo o uso dos mesmos segue de forma constante, um dos principais motivos para isso é porque esses recursos são mais baratos do que os recursos renováveis, ainda que se tratam também de recursos mais poluentes.

E apesar de ser algo mais barato, a exploração desses recursos se torna um problema maior, com mais impactos negativos, se for comparada com a exploração dos recursos renováveis. E os impactos negativos podem chegar até a sociedade também.

Classes de recursos não renováveis

Os recursos não renováveis são ainda são divididos nas seguintes classes: minerais não energéticos e minerais energéticos.

No caso dos recursos naturais da classe dos minerais não energéticos, esses se tratam de recursos limitados, sendo que quando são usados depois se tornam indisponíveis, como exemplo podemos citar o urânio (que inclusive atua no funcionamento da energia nuclear) e também os combustíveis fósseis.

Em contrapartida, os recursos não renováveis da classe minerais energéticos se tratam dos que podem se renovar, contudo isso levaria muito tempo (milhares de anos, explicando de modo mais específico). Desse modo, até que esses estivessem disponíveis para serem usados outra vez pelo homem levaria esse tempo. Alguns exemplos nesse caso são: o fósforo e o cálcio.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (17 de Novembro de 2011). Conceito de recursos não renováveis. Conceito.de. https://conceito.de/recursos-nao-renovaveis