Conceito de placa-mãe


Nov 15, 12

A placa-mãe (ou motherboard, em inglês) é uma placa de circuito impresso que permite interligar todos os componentes de um computador. Nesse sentido, conta com um programa (software) básico conhecido como BIOS, que lhe permite preencher as suas funções.

A placa-mãe alberga os conectores necessários para o processador, a memória RAM, as portas e as restantes placas (como a placa de vídeo ou a placa de rede).

Existem vários conceitos associados às placas-mãe que devem ser compreendidos para conhecer melhor o funcionamento desta placa base. Por exemplo, dá-se o nome de chipset ao grupo dos principais circuitos integrados que se instalam na placa-mãe.

O soquete é um sistema electromecânico de suporte e de ligação eléctrica, destinado a receber o processador, permitindo ligá-lo à motherboard.

Por outro lado, um slot é uma ranhura que se encontra na placa-mãe e que possibilita ligar placas adicionais ou de expansão a esta, os quais, em geral, servem para controlar dispositivos periféricos como as impressoras. Os computadores actuais costumam apresentar entre oito e doze slots.

As portas IDE ou ATA são aquelas que controlam os dispositivos de armazenamento de dados, como é o caso dos discos duros. Outras portas importantes numa placa-mãe são a PS/2 (para ligar o rato e o teclado), o USB, o COM1 e o LPT1.

Convém destacar, por último, que existem diversos tipos de placas-mãe, como XT, AT, Baby-AT, ATX, Mini-ATX, micro ATX, LPX, NLX, Nano-ITX, BTX, WTX e ETX, entre outras.