Conceito.de

Conceito de quixotesco

Para compreender a que se refere o adjectivo quixotesco, devemos conhecer algumas questões relacionadas com “O engenhoso fidalgo Dom Quixote de la Mancha”, o romance que Miguel de Cervantes Saavedra apresentou em 1605 e da qual deriva o dito termo.

Esse livro, que faz troça/sarcasmo das histórias de cavalaria, tem como personagem central Dom Quixote, um homem fantasioso que acreditava lutar contra temíveis gigantes mas que, na realidade, enfrentava simples moinhos de vento. A partir de então, começou-se a qualificar como quixotearia ao comportamento daquele que está convencido da existência de coisas que, na realidade, são imaginárias, ou que se esforça por realizar coisas impossíveis.

Quixotesco, neste sentido, é quem actua com quixotearia ou aquilo que se desenvolve/realiza com quixotearia. Num sentido semelhante, diz-se que um quixote é alguém que defende os seus ideais acima de tudo e que se esforça por cumprir objectivos de improvável consecução.

Exemplos: “O meu bisavô empreendeu há dois séculos a quixotesca tarefa de florestar estas terras para fundar um povo”, “O quixotesco homem atirou-se ao rio com a intenção de recuperar o anel da sua amada, mesmo sabendo ser missão impossível ”, “Não me interessam os projectos quixotescos: quero propostas racionais, que possamos levar a cabo a curto prazo”.

O adjectivo quixotesco é usado no âmbito do desporto para qualificar aquelas actuações épicas, que ficam na história pelas dificuldades do contexto: “Num jogo quixotesco, o tenista russo derrotou em cinco sets o número 1 do mundo depois de levantar oito match points e de recuperar de uma forte contractura”.

Dada a relação entre o Quixote e a sua amada Dulcineia del Toboso, também é possível usar o adjectivo quixotesco para qualificar uma relação amorosa. Este personagem, ou melhor dito o ser que o Quixote deseja ver nela não é real, uma vez que se trata de uma mulher idealizada que o impulsa a viver todas as suas aventuras, que justifica cada um dos seus esforços e cujo amor representa a recompensa no final do caminho. A sua relação é uma ilusão, algo próprio da fantasia, intangível.

Para muitos leitores e estudiosos da brilhante obra de Cervantes, um personagem quixotesco deve reunir uma série de características bastantes particulares, que giram em torno de uma coragem fora do comum adicionado a uma excentricidade impossível de ignorar. Os objectivos de alguém quixotesco devem ser confusos e absurdos, o qual pode dar lugar a momentos de humor e, ao mesmo tempo, despertar carinho naqueles que observam. A paixão e a determinação de alguém que deixa tudo por um sonho são mais fortes do que as incoerências que tapecem os seus planos.

Segundo o ponto de vista de cada pessoa, um mundo com mais seres quixotescos seria melhor, uma vez que uma das características mais importantes do Quixote é o seu compromisso pelas causas que acha justas, as quais defende de maneira desinteressada chegando às últimas consequências. Vivemos uma realidade cada vez menos espontânea, em sistemas que nos ensinam o caminho que devemos percorrer, inclusivamente antes de aprender a erguermos. Não nos permitem escolher. Sair do caminho é mau sinal, fala de transtornos, cheira a perigo; é quixotesco.

Claro que também é importante entender a falta de sensatez atrás de um comportamento quixotesco; ir atrás dos nossos ideais sem pensar nas consequências pode parecer próprio de um herói, de um ser que se nega a viver passivamente, mas também acarreta riscos que nem todos estão dispostos a correr. Lutar pelos nossos sonhos é admirável, mas às vezes essa energia é necessária para defender o nosso mundo real.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

essencial

O adjetivo essencial provém do vocábulo latino “essentiāle”. O conceito refere-se ao que está ligado à...

Conceito de

esquadrinhar

Esquadrinhar é o desenvolvimento de uma análise ou um exame detalhado de algo, buscando compreender seu funcionamento ou suas...

Conceito de

escolástica

O vocábulo grego “skholastiké” (da escola) chegou ao latim como “scholastĭca” e derivou em nosso...

Conceito de

escafandro

O inventor, matemático e religioso francês Jean-Baptiste de La Chapelle (1710-1792) cunhou o termo “scaphandre”...

Conceito de

escrúpulos

O termo latino “scrupŭlu”, que significa pedrinha, chegou ao português como escrúpulo. Assim se denomina a...

Conceito de

escolarização

Escolarização é o ato e o resultado de escolarizar: levar as crianças à escola para receber a educação obrigatória. A...

Conceito de

escabroso

O vocábulo latino “scabrōsu” chegou ao português como escabroso, um adjetivo com vários significados. Aplicado a...

Conceito de

ceticismo

O vocábulo ceticismo tem sua origem em duas palavras: cético+ismo, sendo que cético tem origem na palavra grega...

ARQUIVOS