Conceito.de

Conceito de relógio de areia

Conhece-se pela designação de relógio ao dispositivo que permite realizar uma medição do tempo, segmentando-o em diferentes unidades. Areia, por sua vez, é o nome que recebe a acumulação (ou o aglomerado) de partículas provenientes de rochas e reunidas na orla de um rio ou de um oceano.

Um relógio de areia (mais conhecido sob o nome de ampulheta) é um instrumento que usa a areia para fazer a medição temporal. Estes relógios específicos de tempo iniciam a contagem quando a areia que se encontra na parte de cima começa a cair para a parte inferior através da força da gravidade, e terminam quando a totalidade da areia já passou para baixo.
Terá sido no século VIII que surgiu pela primeira vez a ideia e a realidade da ampulheta na Europa, pois crê-se que foi um monge de seu nome Liutprando que o apresentou para fazer uso do mesmo na Catedral de Chartres, em França.

No entanto, não seria até ao século XIV quando passou a ser famoso, já sendo habitual o seu uso em diversos âmbitos. A título de exemplo, aparece representado em diversas pinturas daquela época, como é o caso da tela “Alegoria do Bom Governo” (1338) de Ambrogio Lorenzetti.

O funcionamento da ampulheta é bastante simples. Trata-se de um instrumento de vidro ou plástico transparente, com dois bolbos do mesmo tamanho que comunicam entre si através de um pequeno orifício no centro do dispositivo. No interior, é colocada uma quantidade de areia suficiente para encher a metade ou pouco mais da capacidade de uma ampola.

Uma curiosidade é que antigamente se usavam outros elementos além da areia num relógio de areia. Era comum também o uso de pó de mármore, de prata ou até ovos moídos, por exemplo.

A ampulheta não deve encher o bolo de areia, mas é necessário uma quantidade que encha-o pela metade ou até um pouco a mais que isso.

Através da ação da gravidade, a areia acumula-se sempre no bolbo que está na parte de baixo: quando se agarra nela e se a vira ao contrário, o bolbo de baixo passa a ser o de cima, e a areia começa a cair através do orifício, passando para o bolbo que agora ficou em baixo.

A ampulheta, posto isto, mede um período de tempo fixo (aquilo que demora a areia a passar para baixo). Esse lapso pode corresponder a um minuto, por exemplo. Se aquilo que se deseja é medir o tempo exato decorrido entre dois acontecimentos ou saber a hora, a ampulheta não tem qualquer utilidade nestes casos.

Durante muito tempo, o relógio de areia converteu-se numa peça fundamental em numerosas embarcações, porque ajudava a levar a cabo com bastante precisão aquelas que eram medições que os marinheiros tinham que fazer, nomeadamente a distância para Oeste e para Leste, assim como a longitude. Desta forma, optaram por fazer uso do dito instrumento em vez de outros que usavam até então e que eram muito menos precisos. Referimo-nos, por exemplo, à clepsidra.

Dito isto, por exemplo, sabe-se que durante a viagem que fez Diego de Magallanes na sua volta ao mundo, todas as embarcações que participavam na expedição dispunham de várias ampulhetas para realizar o controlo absoluto do tempo.
Atualmente, como é de imaginar com o avanço da ciência e a realização de propostas muito mais modernas e funcionais, os relógios de areia deixaram de se usar, exceto, basicamente em alguns jogos de mesa.

No seu uso com jogos de tabuleiros, a ampulheta, ou relógio de areia, costuma ser usada para medir o tempo de um minuto. Mas há tipos que medem até menos que isso.

A ampulheta é usada apenas para marcar o tempo, contudo ela não serve para apresentar o horário do dia como fazem os relógios. Mas como naquela época não existiam relógio mais “portáteis”, ou seja, que pudessem ser transportados de um lado para o outro, então as ampulhetas eram consideradas essenciais para quando se desejava medir o tempo.

Esse relógio de areia sempre medirá um período de tempo fixo, ou seja, de um minuto, uma hora etc. E isso devido a quantidade de areia que é sempre a mesma dentro do bolbo desse objeto.

Com a chegada da tecnologia, na era da internet e dos aplicativos para dispositivos móveis e desktop, hoje em dia existem programas de computador que usam um ícone com o desenho de uma ampulheta para marcar que o tempo está se esgotando ou mesmo quando se deseja criar um tipo de lembrete para um compromisso ou algo assim. Nesse caso, o ícone costuma ser uma ampulheta escorrendo, com a areia dividida entre os dois bolbos.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

estrume

O primeiro significado de estrume mencionado pela Michaelis em seu Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa alude aos...

Conceito de

estiva

No âmbito da marinha, estiva é o processo que consiste em depositar, da forma mais conveniente, uma carga em uma embarcação....

Conceito de

estaca

Uma estaca é um pau com uma extremidade afiada. Graças a esta particularidade, é um elemento com diferentes utilizações, uma...

Conceito de

esquimó

Esquimó é o nome dado a um povo cujos membros residem na região ártica da América do Norte, Ásia e Groenlândia. De acordo...

Conceito de

arrepiante

O adjetivo arrepiante é usado para qualificar o que arrepia: ou seja, estremece, horroriza ou provoca espanto. O arrepiante gera...

Conceito de

estabelecer

O vocábulo latino “stabiliscĕre”, frequentativo de “stabilīre” que significa tornar estável. Este...

Conceito de

esqueleto

O termo grego “skeletós”, que pode traduzir-se como corpo ressequido, esqueleto chegou ao francês como...

Conceito de

esporádico

O vocábulo grego “sporadikós” que pode ser traduzido como disperso, chegou ao nosso idioma como esporádico....

ARQUIVOS