Conceito de rezar


Mar 16, 16

O termo latino recitāre chegou à nossa língua sob a designação de “rezar”. Esta acção consiste em comunicar com uma divindade através de orações religiosas e certos rituais. Exemplos: “Vou rezar bastante para que os exames te corram bem”, “A única coisa que podemos fazer é rezar”, “Todas as manhãs, vou à igreja para rezar”.

Ao rezar, pode-se agradecer à divindade ou fazer-lhe um pedido. Também se trata, às vezes, de um tributo ou de uma homenagem que se presta a Deus para mostrar respeito e submissão aos seus mandatos.

Existem diversas formas de rezar. É possível rezar em silêncio, num acto privado podendo ser realizado em qualquer lugar (uma casa, um meio de transporte, etc.). Noutros casos, o acto de rezar é feito em voz alta e de acordo com as instruções do líder religioso.

A acção de rezar pode implicar certos movimentos ou posturas corporais. Na religião católica, é habitual que se comece por fazer o sinal da cruz (um gesto simbólico e ritual) e que se unam as palmas das mãos. Se estiver no interior de uma igreja, é provável que o sujeito também se ajoelhe em frente ao altar ou de alguma imagem. Acabando de rezar, volta a fazer o sinal da cruz.

Rezar pode consistir em pensar ou pronunciar/verbalizar certas ideias que se queiram transmitir a Deus. Neste caso, rezar é uma espécie de diálogo, onde receber a eventual resposta da divindade é uma questão de fé. Rezar também pode consistir em repetir uma oração já estabelecida/existente, como o Pai Nosso.