Conceito.de

Conceito de riqueza cultural

Riqueza é a acumulação de recursos que dispõem de valor: bens, dinheiro, etc. Cultural, por sua vez, é um adjectivo que qualifica aquilo que está relacionado com a cultura (o entramado simbólico formado por conhecimentos, tradições e rituais que partilham os membros de uma mesma comunidade).

A noção de riqueza cultural, por conseguinte, está associada aos recursos valiosos que fazem parte de uma cultura. De uma forma geral, estes recursos são simbólicos ou imateriais, como um género musical ou um ritmo de dança.

Exemplos: “O mambo é uma parte bastante importante da riqueza cultural desta terra”, “Temos a obrigação de proteger as nossas riquezas culturais”, “O governo deve esforçar-se para que a riqueza cultural também gere riqueza económica e material para a comunidade”.

A riqueza cultural é parte integrante da história de uma sociedade. Trata-se das manifestações que se realizam ao longo dos anos e que, pelo valor que lhes é atribuído, são consideradas de grande relevo pelas pessoas.
Podemos citar o caso do fado em Portugal e do samba no Brasil, e do kizomba em Angola.