Conceito.de

Conceito de robô

Escutar o artigo

Um robô é um elemento formado por um grupo de dispositivos eletromecânicos que é capaz de realizar muitos trabalhos. Esse autômato é pré-programado para realizar diversas ações, sendo que alguns modelos podem ter um formato similar a um ser humano.

robô
Os robôs são máquinas autônomas

A palavra “robô” é originária do termo eslavo “rabota”, que possui o significado de “trabalho”. E a primeira vez que se viu essa palavra foi em 1920, surgindo na peça intitulada de R.U.R. “Rossumovi univerzální roboti” (com o significado de “Robôs universais de Rossum”), do dramaturgo checo Karel Čapek.

Na peça de Čapek, os robôs tinham a aparência de seres humanos e realizam tarefas como esses, só que melhores, fazendo com que a raça humana a fosse erradicada.

Tempos depois, esse termo chegaria até a língua portuguesa, após passar por muitas adaptações. Acredita-se que “robô” tenha surgido na língua portuguesa da Europa no século XX, sendo que o que influenciou isso foi o fato de alguns países do continente europeu terem adaptado a peça R.U.R, como foi o caso da França e da Inglaterra.

Atualmente, já são planejados usos no dia a dia dos robôs, como no caso dos carros autônomos, que transportarão as pessoas no lugar dos motoristas. E acredita que com isso haverá menos acidentes no trânsito, pois os robôs não ficam embriagados ou sonolentos como os humanos.

Características dos robôs

Há robôs que são programados para se comunicarem com os seres humanos, outros que respondem comandos por voz, etc.

Os robôs que trazem um sistema mais simples são geralmente usados para fins de lazer, voltados especialmente para o público infantil: robôs de tocam músicas, possuem luzes, de movem, dançam, etc.

Por outro lado, os robôs modernos mais robustos contam com um conjunto de dispositivos que lhes permitem realizar os mais variados tipos de tarefas: existem robôs que podem interagir com os seres humanos, sendo programados para responderem segundo o que é dito, há aqueles que possuem uma aparência humana e conseguem realizar movimentos similares aos dos seres humanos.

Mas a definição de robô é algo que encontra diversas respostas por parte de roboticistas (cientistas que estudam sobre robôs). Contudo, entre os mesmos é unânime que os robôs se tratam de máquinas inteligentes.

O que se entende também é que um robô pode atuar de forma autônoma, sendo essa uma característica que o distingue de outras máquinas. Posto isso, um drone não poderia ser considerado um robô, mesmo possuindo um circuito, pois o mesmo teria que ser controlado por um ser humano, não havendo no mesmo uma autonomia.

Mas se for dado para um drone a autonomia de mover-se por si mesmo, podendo decolar e pousar, então esse poderia considerado como um robô.

Primeiros robôs

conceito de robô
Os robôs são criados pelos chamados roboticistas (cientistas que estudam sobre robôs)

Mesmo que o conceito de robô já existisse desde 1920, foi somente em 1960 que as primeiras máquinas com as características apresentadas foram produzidas.

A SRI International, uma empresa do Vale do Silício (nos Estados Unidos), criou o robô chamado de Shakey, que foi o primeiro que se movia e era inteligente. Esse robô tinha sensores de impacto e também dispunha de uma câmera, o que possibilitava o mesmo de trafegar por locais complexos.

Mesmo que Shakey não tenha sido um autômato estável, ele foi essencial para a robótica.

E na mesma época em que esse robô estava a ser produzido, também começavam a ser criados braços robóticos que ajudariam na indústria. Esses braços podiam então realizar tarefas repetitivas e perigosas no lugar dos humanos, conseguindo ser mais precisos e ágeis. O primeiro braço mecânico foi o chamado de Unimate, e o que ele fazia era soldar as carrocerias de automóveis.

Robôs com capacidades avançadas surgem agora e vários locais, sendo que isso se dá especialmente por conta da inteligência artificial, dos sensores e dos atuadores.

Muitas empresas têm investido na produção de máquinas assim com mais força e capacidades, tal como é o caso do robô humanoide Atlas, criado pela Boston Dynamics, que possui a capacidade de andar, pular e também de abrir portas, por exemplo.

Robôs humanoides

Os humanoides são seres similares aos humanos, sendo bípedes, com o corpo ereto, tendo dois olhos, uma boca e um nariz. E isso existe também na robótica.

A robô Sophia, por exemplo, é o que se chama de robô humanoide, que é um robô com características humanas. Ela consegue não somente responder aos humanos, como ainda entende o interlocutor por meio de expressões faciais e é capaz de realizar diversas expressões também.

Com o uso da inteligência artificial e sensores, muitos robôs desse tipo têm sido desenvolvidos, alguns conseguindo até mesmo ter sensibilidade ao toque e conseguirem detectar os humanos por meio do calor. Ainda, há projetos em andamento para a produção de máquinas capazes de sentir o frio e o calor.

Os robôs costumam ser retratados em muitos filmes e animações, ora como máquinas autônoma que poderiam erradicar a humanidade, ora como máquinas empáticas.

Citação

SOUSA, Priscila. (3 de Agosto de 2022). Conceito de robô. Conceito.de. https://conceito.de/robo