Conceito.de

Conceito de segurança rodoviária

Escutar o artigo

A segurança (do latim securĭtas) diz respeito àquilo que está livre de perigo, danos ou risco. O conceito de segurança rodoviária prende-se portanto com a prevenção de acidentes de viação com o objetivo de proteger a vida das pessoas.

segurança rodoviária
A segurança rodoviária ou segurança no trânsito compreende medidas para evitar acidentes e mortes na estrada

A segurança rodoviária pode dividir-se em primária (ou ativa), secundária (ou passiva) e terciária. A segurança primária é a assistência com que pode contar o condutor para evitar possíveis acidentes (por exemplo, as luzes de travagem/stop e as luzes intermitentes/os piscas). A segurança secundária procura minimizar as consequências de um acidente no momento em que este ocorre (o airbag, o cinto de segurança). Por fim, a segurança terciária tem o intuito de minimizar as consequências depois de ocorrer o acidente (como, por exemplo, o corte do fornecimento de combustível de modo a evitar incêndios).

Os especialistas apontam para diversos fatores que atentam contra a segurança rodoviária, como é o caso do excesso de confiança ao volante, da comodidade que é própria dos veículos atuais (que permitem alcançar altas velocidades praticamente sem que o condutor dê por isso) e do consumo de álcool.

No caso dos peões, recomenda-se que usem sempre que possível as passadeiras e que atravessem unicamente quando o semáforo está verde para eles, entre outros conselhos que contribuem para aumentar a segurança.

A segurança rodoviária também é determinada pelos sinais de trânsito e pelo respeito dos condutores para com os peões e vice-versa. Estes sinais servem de guia para todos os utentes da via pública, ensinando-os a adoptar as condutas mais adequadas à medida que se vão deparando com obstáculos (como abrandar ou ter uma especial precaução).

No Brasil, o termo em uso é “segurança no trânsito” designando também um conjunto de ações preventivas que visam reduzir o número de acidentes e mortes envolvendo motoristas, pedestres e mesmo ciclistas.

Direção defensiva

E existe a chamada direção defensiva, que se trata do modo de conduzir o veículo com o objetivo de evitar que ocorram acidentes. Esse tipo de direção busca evitar acidentes ainda que seja o outro motorista ou pedestre quem esteja errado em sua conduta no trânsito ou que as condições no local sejam adversas.

Regras para evitar acidentes no trânsito

Outras regras essenciais para evitar acidentes no trânsito são não realizar ultrapassagens arriscadas, nem manobras perigosas, também não andar de motocicleta sem o uso do capacete para proteção, não consumir bebidas alcoólicas antes de dirigir e não dirigir acima do limite de velocidade permitido.

No Brasil, há leis estabelecidas para que haja a segurança no trânsito e essas encontram-se no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que apresenta os deveres tantos dos motoristas, quanto também dos ciclistas e dos pedestres.

A importância da segurança rodoviária é tamanha e ainda mais porque entre as maiores causas de morte em todo o mundo estão os acidentes no trânsito. Outro dado mostra que o Brasil é um dos países onde mais acontecem mortes no trânsito.

Já Portugal está entre os países da Europa onde mais ocorrem acidentes no trânsito, superando até mesmo a média europeia. Posto a isso, há uma enorme preocupação no país quanto a segurança rodoviária.

Fatores determinantes para os acidentes

conceito de segurança rodoviária
Os fatores determinantes listam as ações e situações que podem provocar acidentes no trânsito

É dito que há três fatores determinantes para que ocorram acidentes no trânsito, sendo eles: o fator humano, o fator veicular e também o fator vias.

No caso do fator humano, ele compreende ações que podem provocar acidentes que partem de um indivíduo, tais como: dirigir após ingerir bebidas alcoólicas, dirigir em alta velocidade, não manter uma distância adequada do veículo que está à sua frente, ultrapassar o sinal, mudar de faixa de forma errada, não fazer uso da seta, usar o celular enquanto dirige, etc.

Enquanto isso, o fator veicular diz respeito as negligências com a manutenção do veículo. Por exemplo: não ter feito a troca de filtros, manutenção preventiva, troca de óleo, checagem dos pneus, entre outras coisas.

Por fim, há o fator vias, que compreende problemas com a estrada, tais como: falta de sinalização, de acostamento, estradas íngremes e com muitos buracos e outros tipos de problemas.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (30 de Dezembro de 2011). Conceito de segurança rodoviária. Conceito.de. https://conceito.de/seguranca-rodoviaria